Cookie Consent
Esportes de Primeira - Itamar Ciríaco
Sem crise
Publicado: 00:01:00 - 23/06/2022 Atualizado: 23:09:10 - 22/06/2022
Vicente Estevam (Interino) - jrvicente@tribunadonorte.com.br

Alguns torcedores criticaram as críticas da imprensa ao fato do técnico João Brigatti, do América, não conceder entrevista coletiva após alguns jogos. Segundo as reclamações da torcida, a imprensa, ou parte dela, estaria tentando impor uma crise que não existe no Alvirrubro. Na minha visão, não há crise alguma e o Brigatti fala quando quiser. No entanto, o maior desrespeitado, com o silêncio, não somos nós, mas sim o torcedor, principalmente aquele que não tem como fonte de informação apenas a assessoria dos clubes. Esses sabem que, só com questionamentos e transparência, pode haver normalidade. Escutar apenas o que o clube quer interessa apenas aos dirigentes. Mas sim, concordo, isso não é motivo para crise.

Público
O Flamengo ostenta os três maiores públicos do Campeonato Brasileiro da Série A e tem, disparado, a melhor média de pagantes. Com 56.964 torcedores por jogo, o Mengo supera os campeões da Bundesliga e La Liga, os dois postulantes ao título da Premier League e ainda seria Top 3 na UEFA Champions League, segundo levantamento do Sr. Goool. O maior público do Brasileirão foi visto no confronto entre Flamengo e Palmeiras (64.816). Os cariocas ainda conseguiram 54.981 espectadores diante do Botafogo e levaram 51.094 fãs contra o São Paulo. Apenas o Flamengo totaliza mais de 100 mil pagantes no Brasileirão (170.891). A média de quase 57 mil apaixonados supera a marca do Real Madrid, campeão da La Liga (40.340), e do Bayern de Munique, vencedor da Bundesliga (40.286). Sem falar que o Fla também bate Liverpool (53.009) e Manchester City (52.739), clubes que brigam pela Premier League. Nos campeonatos nacionais, o Flamengo só estaria atrás dos ingleses Manchester United (73.150), Arsenal (59.752) e West Ham (58.179).

Público 1
Segundo o site Sr. Gol, em quatro jogos como mandante até aqui, o Santa Cruz levou 40.271 pessoas ao Arruda. A média de 10.068 torcedores por partida é muito superior a dos demais clubes da Série D. Para se ter uma ideia, quem mais se aproxima é o Paraná, com 4.983 de média. Se estivesse na Série B do Brasileiro, o Santa Cruz superaria 16 clubes, entre eles os rivais Sport e Náutico, que têm médias de 7.350 e 2.674, respectivamente. Os únicos clubes da Série B que levaram mais torcedores nos jogos em casa do que o Santa Cruz são: Cruzeiro, Bahia, Grêmio e Vasco da Gama, com médias de 25.162, 18.970, 17.382 e 16.297, respectivamente. Com exceção do Grêmio, os demais estão no G4.

Almoço
O ABC organiza almoço e coletiva para imprensa na próxima sexta-feira com o objetivo de anunciar a programação de aniversário do clube (29/6). O Alvinegro quer comemorar a data em grande estilo. No sábado, dia do jogo vai ter carreata e tudo, saindo da Ribeira, em frente ao Teatro Alberto Maranhão, e chegando no estádio Maria Lamas Farache.

Arbitragem
O árbitro Italo Medeiros segue na Comissão Nacional de Arbitragem. Ele fica na equipe depois da chega de Wílson Seneme para comandar o time de árbitros do País. Medeiros permanece à frente da área de estatística.

Rivaldo detona
Neste final de semana durante a rodada do Campeonato Brasileiro, o VAR voltou a ser destaque negativo na maioria dos jogos. A arbitragem nas partidas geraram decisões polêmicas e o ex-craque Rivaldo detonou a tecnologia. Ele afirmou que além de atrasar o jogo, o VAR ocasiona muitos erros, sendo uma ferramenta que não soluciona e auxilia corretamente ao árbitro. “Eu seria a favor do VAR se os erros quase deixassem de existir, porém isso não está acontecendo mesmo com várias pessoas tendo acesso às imagens no detalhe”, afirma. “Além de atrasar o jogo várias vezes durante uma partida, o VAR não está solucionando tantos problemas assim, e embora acerte também, a verdade é que eu esperava que essa ferramenta fosse mais eficiente do que vem sendo, e é por isso que continuo contra sua utilização.”

Copa
O número de ingressos vendidos para a Copa do Mundo atingiu a marca de 1,2 milhão de ingressos. Os organizadores do Mundial, a primeira a ser realizada em um país árabe, registraram 40 milhões de pedidos por ingressos, sendo 17 milhões na primeira fase de vendas e 23 milhões na segunda. Dos 3 milhões de entradas disponíveis, a Fifa reserva 1 milhão para a própria entidade e seus patrocinadores. Na próxima etapa, ainda sem data, os ingressos serão comercializados aos primeiros que efetuarem a compra no site, sem a necessidade de fazer a solicitação e torcer para ser sorteado.

Copa 1
O  presidente da Fifa, Gianni Infantino comentou sobre a recepção da comunidade LGBTQIA+ no Catar, país onde a homossexualidade é criminalizada. O mandatário disse que "todos os turistas serão bem-vindos", afirmando que a entidade recebeu as garantias necessárias do governo local e que trabalha junto das autoridades para que o evento ocorra sem maiores problemas. A Copa do Mundo do Catar será realizada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro. O Brasil estreia no dia 24, contra a Sérvia, às 16h (horário de Brasília), em Lusail, pelo Grupo G. A chave conta ainda com Camarões e Suíça.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte