Sem o suspenso Neymar, PSG confirma Cavani e Mbappé fora

Publicação: 2019-09-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Sem poder contar com Neymar, que cumprirá suspensão aplicada ainda na temporada passada, o Paris Saint-Germain confirmou nesta segunda-feira que os atacantes Kylian Mbappé e Edinson Cavani estão descartados da estreia do time nesta edição da Liga dos Campeões da Europa, na quarta, às 16 horas (de Brasília), em casa, contra o Real Madrid.

Sem Cavani, Mbappé e Neymar campeão francês terá o poder ofensivo bastante reduzido na estreia
Sem Cavani, Mbappé e Neymar campeão francês terá o poder ofensivo bastante reduzido na estreia

O astro da seleção francesa e o goleador uruguaio estão em fase final de recuperação de lesões e o clube avisou que os dois só têm chances de ficar à disposição do técnico Thomas Tuchel a partir do próximo final de semana, quando a equipe parisiense terá pela frente o Lyon, no domingo, como visitante, pela sexta rodada do Campeonato Francês.

Por meio de um comunicado oficial divulgado em seu site, o PSG informou que o processo de reabilitação de Mbappé e Cavani de suas lesões tem "boa evolução", mas avisou que a “recuperação completa" e a consequente liberação para participar de todos os treinos com o resto do grupo da equipe está prevista apenas para o fim de semana.

Agora confirmado como baixa contra o Real, Mbappé lamentou a sua ausência no confronto por meio de uma publicação em sua página no Twitter: "É oficial, não vou estrear em nossa campanha europeia em casa contra o Madrid. Estou muito triste por não poder jogar, mas vou dar todo o meu apoio das arquibancadas para a equipe e espero retornar 100% para dar o meu máximo agora e sempre".

Assim, Tuchel não terá como escalar nenhum dos três principais jogadores de ataque nesta estreia diante do Real Madrid, no estádio Parque dos Príncipes, pela primeira rodada do Grupo A da Liga dos Campeões, que nesta quarta-feira também terá o confronto entre Brugge e Galatasaray, na Bélgica. E Neymar terá de cumprir três partidas de suspensão nesta edição da competição continental por causa de insultos à arbitragem logo após o jogo em que o PSG foi eliminado pelo Manchester United, em casa, no dia 6 de março, nas oitavas de final de final da última Liga dos Campeões.

Em junho passado, o Comitê de Apelações da Uefa rejeitou um recurso do clube francês contra a suspensão de três jogos imposta a atacante, que foi punido por ter publicado comentários ofensivos contra os árbitros assistentes de vídeo que ajudaram o juiz a marcar um pênalti nos acréscimos do segundo tempo para o United. Naquela ocasião, o time inglês converteu a cobrança e assim sacramentou a vitória por 3 a 1 e a sua classificação às quartas de final mesmo após ter perdido o duelo de ida, no Old Trafford, por 2 a 0.

Neymar, que estava machucado e não participou do duelo, disse, em publicação no Instagram, que os árbitros assistentes de vídeo "não entendem de futebol", além de tê-los insultado. Por causa da punição, ele também ficará fora dos jogos contra Galatasaray e Brugge, ambos fora de casa, nos respectivos dias 1º e 22 de outubro, pelas duas rodadas seguintes do Grupo A da Liga dos Campeões. Ele só estará liberado para atuar na quarta rodada da chave, no dia 6 de novembro, em Paris, contra o Brugge.

Além de não poder contar com o seu poderoso trio ofensivo, o PSG confirmou nesta segunda-feira que os alemães Julian Draxler e Thilo Kehrer seguem se recuperando de lesões e sem previsão de volta ao time. O clube também avisou que o jovem lateral Colin Dagba, de 21 anos, com uma lesão no tendão direito, só voltará a treinar com o elenco da equipe francesa dentro de duas a três semanas.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários