Natal
Sem seguro, helicóptero só volta a voar em 10 dias
Publicado: 00:00:00 - 13/07/2012 Atualizado: 22:32:21 - 12/07/2012
O helicóptero Potiguar I, pertencente ao Governo do Estado, está sem aval de funcionamento devido ao vencimento do seguro de voo. A aeronave está parada no hangar do Governo, ao lado do Aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim. De acordo com o subsecretário de Segurança Pública e Defesa Social, Clidenor Cosme da Silva Júnior, o helicóptero está parado há poucos dias, após o contrato emergencial firmado para garantia do seguro ter vencido. Silva Júnior afirma que a licitação para uma nova contratação está em andamento, e acredita que em dez dias a situação esteja normalizada e a aeronave tenha novamente a permissão para voar. O valor estimado da contratação é de R$ 300 mil.
Aeronave está parada no hangar do Governo do Estado, ao lado do Aeroporto Augusto Severo
Ainda segundo o subsecretário, o Potiguar I também está parado para a realização de uma revisão necessária para a renovação do seguro. O helicóptero tem um valor estimado em R$ 8 milhões, e é utilizado em ações conjuntas dos órgãos pertencentes à Secretaria de Segurança, como o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil, o Samu, e a Polícia Militar.

Quando tiver permissão de vôo, o helicóptero, além de ficar disponível para a ações dos órgão da Sesed, será equipado para integrar o plano emergencial do Executivo Estadual criado após o decreto do estado de calamidade da saúde do Rio Grande do Norte. A aeronave será equipada para operações de salvamento, e servirá de transporte de pacientes de transplante e atendimento em situações críticas. A identificação e compra de equipamentos e montagem da estrutura dentro do Potiguar I que dará apoio ao sistema de saúde está por conta de Luiz Roberto Fonseca, coordenador geral do Samu. O prazo para conclusão do serviço era de menos de sete dias, e completou este número ontem. No entanto, o helicóptero permanece sem estar equipado, além da falta de licença de voo.

QUEBRA

Em 2003, o único helicóptero da Secretaria de Segurança do Rio Grande do Norte  se envolveu em acidente e ficou destruído. Sem seguro, o Governo do Estado teve que desembolsar para conserto R$ 4,5 milhões. Hoje, o helicóptero Potiguar I é a única aeronave utilizada pela estrutura de Segurança do Estado.

Leia também