Semana do livro

Publicação: 2016-12-07 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Woden Madruga
[ woden@terra.com.br ]

Semana do livro
Falei ontem aqui que teremos nesta quinta-feira, amanhã, o lançamento de três livros, na mesma hora, mas em locais diferentes. Errei. São cinco lançamentos. Sim, cinco lançamentos! Nada comum nem mesmo em feiras literárias ou coisas que tais.  Além dos livros citados, A Mesma Fome, de Marize Castro, Vigências da Lei de Deus – Os Mandamentos, as Virtudes e os Pecados, de Diógenes da Cunha Lima, e Ilha de Manoel Gonçalves- Vida e Morte, de João Felipe de Trindade, acrescente-se mais Francisco Lucas da Silva – Um sábio da natureza, de Conceição de Almeida e Thiago Emannuel de Araújo, e Djalma Maranhão 100 anos: uma fotobiografia, organizado por Adriano Souza e Giovanni Sérgio Rêgo.

Vejamos a geografia desses lançamentos: o livro de Marize Castro será na Café Salão de Nalva Melo, na Ribeira (avenida Duque de Caxias); o de Diógenes, no Salão Paroquial da Igreja de Santa Terezinha, bairro do Tirol, e o de João Felipe de Trindade, no Espaço Hipotenusa, que fica na rua Marise Bastier, 207, por trás do Restaurante Cuxá, em Lagoa Nova, arredores do Hotel Maine. Todos na boca da noite,  18 horas

 Também será à noite o lançamento do livro Djalma Maranhão 100 anos, mas, com trinta minutos a mais, coisa das 18h30. Acontecerá no Palácio José Augusto, sede da Assembleia Legislativa do Estado, na Cidade Alta. O livro foi editado pela OAB-RN em parceria com a Assembleia Legislativa.  Já o quinto lançamento, Francisco Lucas da Silva – Um sábio da Natureza, acontecerá mesmo na Hora do Angelus, 18 horas, na livraria da Cooperativa Cultural, Centro de Convivência Djalma Marinho, campus da UFRN que, segundo a TV-Cabugi, fica na BR-101. Por essa lógica, pode ser em Santa Catarina, Espírito Santo ou em Alagoas. Mas na verdade, o campus da UFRN fica na avenida Salgado Filho, bairro de Lagoa Nova, Natal.

Para se ir a todos esses lançamentos é necessário consultar um turismólogo (ah, o turismólogo!) para se organizar um “tour”. O “tour do livro”, certamente começando pela Ribeira de Marize Castro, subindo até a Praça Sete de Setembro onde fica a Assembleia Legislativa (o livro álbum sobre Djalma Maranhão), em seguida tomando o rumo do Tirol (Igreja Santa Terezinha) para pegar o autógrafo de Diógenes da Cuinha Lima e, aí, após duas doses e três papos, pisar o caminho de Lagoa Nova com duas paradas: a primeira, no Espaço Hipotenusa (“Ilha de Manoel Gonçalves”), a segunda, mais lá na frente, na Cooperativa Cultural.

Na Cooperativa, fim do “tour”, pode-se até demorar mais um pouquinho, ouvindo o recital de violões do Trio Continuum. A noite estará completa e ganha. Livro sempre é uma festa.

No FLIN Já que estamos falando no “tour do livro”, Dácio Galvão confirma, apesar da dureza do orçamento municipal, a realização do Festival Literário de Natal, semana que vem, de 14 a 17. Tudo montado na praça Augusto Severo, da velha e literária Ribeira, ali ao lado onde nasceu e viveu Câmara Cascudo.

Na Academia
Deu na coluna de Ancelmo Gois, de O Globo

- Mesmo antes da morte do poeta Ferreira Gullar, um grupo da ABL, lançou a candidatura do escritor e diplomata potiguar João Almino, 66 anos, à Academia. A ideia inicial era ele disputar com o poeta Antonio Cícero a vaga deixada por Ivo Pitangui.

Notinha de roda pé de WM: João Almino nasceu em Mossoró, 1950, de lá foi para Fortaleza e depois Brasília. Ganhou o mundo como diplomata e também, escritor. Já publicou seis romances e tantos outros livros de ensaios. É finalistas em vários prêmios literários. Com o seu mais recente romance “Enigmas da Primavera”, foi finalista este ano do Prêmio Rio de Janeiro de Literatura, e do Prêmio São Paulo de Literatura e semifinalista do Prêmio Oceanos, que substituiu o Portugal Telecom.

Educação zero
A notícia está com destaque nas capas dos principais jornais do país: “A educação no Brasil parou” ou “O Brasil está estagnado em leitura” ou ainda: “O Brasil fica entre os piores países do mundo em educação”. Ouvi na CBN:

- O desempenho dos alunos brasileiros na área de leitura está parado, sem sinais de desenvolvimento, há 15 anos. A constatação é baseada nos resultados do país no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) 2015. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

- O Brasil manteve a média de 407 pontos na avaliação, a mesma que já havia sido registrada na edição de 2012 do estudo, e apenas 11 pontos acima do obtido em 2000, diferença que não é considerável estatisticamente.

- No ranking dos 70 países avaliados nesta edição do PISA, o ensino nacional ocupa uma péssima 59ª posição na área da leitura.

Monsenhor Expedito
Já está definida a programação das comemorações do centenário de nascimento do Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros ( 13/12/1916), organizada pela Paróquia de São Paulo do Potengi com apoio da Arquidiocese de Natal.

A abertura será sábado, 10, ás 19 horas, com a celebração de missa na igreja matriz da cidade, pelo padre Ramos. Em seguida haverá um show na Praça Monsenhor Expedito com a participação de grupos musicais da região do Potengi. No domingo, 11, às 7 horas, missa na igreja matriz.

Na segunda-feira, 12, será aberta no Centro Social São Paulo a exposição com o acervo histórico do Monsenhor Expedito. Na terça-feira, 13, a Assembleia Legislativa do Estado realizará uma sessão especial na sede da Câmara de Vereadores de São Paulo o Potengi. Às 18 horas missa na igreja matriz celebrada pelo Arcebispo Dom Jaime Vieira da Rocha. Em seguida concerto da Banda de Música da Policia Militar do Estado.

Papai Noel
Diante dos últimos acontecimentos de Brasília, Mestre Gaspar apostava ontem na calçada do Cova da Onça que Papai Noel, este ano, não descerá com o seu trenó pela Esplanada dos Ministérios. No máximo poderá ir a Taguatinga.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários