Semob interdita ponte para verificar os cabos

Publicação: 2009-09-22 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Quem transita pela Ponte Newton Navarro poderá enfrentar congestionamentos até esta sexta-feira, 25. Isso porque a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) está interditando os dois sentidos da ponte por períodos de cinco minutos durante toda essa semana. A interrupção acontecerá seis vezes por dia entre as oito horas da manhã e as 16 horas. O motivo é a realização de uma leitura das forças que estão armazenadas nos cabos de sustentação, para verificar a segurança oferecida aos veículos e pedestres. A primeira interdição foi feita na manhã de ontem, por volta das 11 horas.

Os dois lados da pista estão sofrendo interdições de cinco minutosO objetivo da leitura é mediar a força dos cabos de sustentação para identificar se o que foi gasto nesse último ano superou a estimativa já prevista no projeto. Medida em quilonewtons, a força é captada por um sensor central que permite aos técnicos o controle de tudo que acontece na estrutura da ponte. “Se um único veículo passar, vai dar vibração na ponte e nós não vamos conseguir fazer a medição”, explicou Samuel Martinkóski Westphal, técnico da Construtora Queiroz Galvão, responsável pela leitura.

De acordo com o inspetor chefe de trânsito da Semob, Carlos Eugênio, a média é de que seja realizada uma parada a cada hora, mas sem horário determinado. “O pessoal da construtora está com um rádio e vai passar para a equipe que já está lá esperando quando for o momento de fazer a interdição e de liberar. A medição é feita durante cinco minutos com a ponte no zero e vinte minutos com o movimento normal dos carros, com a carga total. Talvez ocorram alguns congestionamentos nos horários de pico, mas nada que cause transtorno”, acredita.

Na manhã de ontem, a equipe técnica da Construtora instalou os sensores necessários para fazer as medições. No total, 144 cabos estão distribuídos por quatro mastros em toda a extensão da ponte. A expectativa de Samuel é de que todas as medições necessárias sejam realizadas até o final dessa semana. “Se a leitura detectar que precisa ser feito algum ajuste, não vamos precisar interditar de novo, um caminhão fica parado ali do lado e faz o serviço”, complementou Carlos Eugênio.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários