Economia
Serviços registram primeiro resultado positivo em 2022
Publicado: 00:01:00 - 13/05/2022 Atualizado: 21:56:15 - 12/05/2022
O mês de março apresentou alta de 2,7% no volume de serviços do Rio Grande do Norte, no comparativo com o mês de fevereiro. Foi o melhor resultado desde junho do ano passado quando o setor havia alcançado crescimento de 3%. Esses dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada nesta quinta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, o RN foi o único estado nordestino a registrar apenas um resultado positivo para o todo o primeiro trimestre do ano.

O Estado conseguiu superar a média nacional (1,7%), assim como os outros estados do Nordeste com exceção do Maranhão (0,1%).

Destaque para Sergipe (8,8%) e Paraíba (8,7%) que estão junto com o Distrito Federal (10,3%) entre os melhores desempenhos do país. No Brasil, o resultado, no mês de fevereiro, foi revisto de -0,2% para +0,4%.

Ainda em relação ao RN, o Índice de Volume de Serviços registrou uma alta de 8,7% ante março do ano passado. Ao passo que a variação acumulada nos últimos 12 meses foi de 14,9%. O índice de variação de receita foi de 2,6%, crescimento que praticamente acompanhou o a ampliação do volume de serviços.

No País, na comparação com março de 2021, houve elevação de 11,4%, já descontado o efeito da inflação. A taxa acumulada no ano - que tem como base de comparação o mesmo período do ano anterior - foi de aumento de 9,4%. Em 12 meses, os serviços acumulam alta de 13,6%. A receita bruta nominal do setor subiu 1,2% em março ante fevereiro. Na comparação com março de 2021, houve avanço de 17,9% na receita nominal.

Todas as cinco atividades de serviços registraram avanços na passagem de fevereiro para março, segundo os dados da PMS. 

Os destaques foram os desempenhos dos transportes (2,7%) e dos serviços de informação e comunicação (1,7%). Os demais avanços ocorreram em serviços profissionais, administrativos e complementares (1,5%), prestados às famílias (2,4%) e outros serviços (1,6%).

A alta de 1,7% no volume de serviços prestados no País em março ante fevereiro fez o setor de serviços funcionar em um nível 7,2% superior ao de fevereiro de 2020, antes do agravamento da crise sanitária no País. 

Em março, os transportes passaram a operar 18% acima do nível pré-pandemia de covid-19, de fevereiro de 2020, enquanto os serviços prestados às famílias ainda estavam 12,0% abaixo. Os serviços de informação e comunicação estão 10,5% acima do pré-pandemia, e o segmento de outros serviços está 1,2% além. Os serviços profissionais e administrativos estão 5,2% acima do patamar de fevereiro/2020.

Comércio do RN
O volume de vendas do comércio varejista no Rio Grande do Norte teve um crescimento de 0,9% em março, ante fevereiro deste ano. O resultado obtido pelo Estado foi muito próximo do desempenho nacional (1%). Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE.

No Nordeste, o RN ficou à frente do Maranhão (0,3%), Ceará (-0,6) e Bahia (-1,2). Os demais, além de terem obtido desempenho superior, também conseguiram superar a média nacional. Destaque para Pernambuco (2,5%) que teve o terceiro lugar no ranking das unidades federativas.

No comparativo com o mesmo mês do ano anterior, o estado potiguar teve um aumento de 1,7%. Além disso, a variação acumulada em 12 meses foi negativa em 1%. Além disso, o Rio Grande do Norte obteve um incremento na  receita de vendas de 2,2% na comparação com o último mês.

Varejo ampliado 
Em março de 2022, o RN teve uma queda de 0,2% no volume de vendas do varejo ampliado. No comparativo com o mesmo mês do ano anterior, houve um aumento de 2,3%. O acumulado dos últimos 12 meses atingiu 1,5% fazendo com que o estado ficasse em antepenúltimo lugar entre os estados do nordeste nesse quesito – a frente apenas de Paraíba (1,0%) e Maranhão (0%). 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte