Cookie Consent
Natal
Servidores do Detran entram em greve a partir de sexta
Publicado: 16:48:00 - 07/11/2017 Atualizado: 17:48:16 - 07/11/2017
A paralisação nacional dos trabalhadores marcada para a próxima sexta-feira (10) ganhou mais uma categoria apoiadora. Os servidores do Departamento de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran) decidiram em assembleia realizada nesta terça-feira (6) suspender as suas atividades por tempo indeterminado justamente no dia programado.

Cedida/SINAI-RN
Em assembleia, servidores do Detran-RN decidem entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 10

Em assembleia, servidores do Detran-RN decidem entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 10


Em assembleia, servidores do Detran-RN decidem entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 10

As reclamações da categoria são de que o Governo do Estado vem descumprindo uma série de acordos feitos ainda no ano passado, além de não estarem efetuando a implementação do auxílio moradia, recurso proposto pelo próprio poder executivo local.

De acordo com o coordenador geral do SINAI (Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN), Santino Arruda Silva, a paralisação simboliza o fim da paciência dos trabalhadores do órgão, que pleiteiam reposições salariais de cerca de 52% entre os anos de 2010 e 2016.

“É o descumprimento por parte do governo de um compromisso que assumiu ainda em 2016. Nada acontece. A direção do DETRAN escuta o Sindicato mas nada acontece. É o chamado diálogo de surdos”, comenta.

A greve também busca barrar o pacote econômico fiscal enviado pelo executivo local à Assembleia Legislativa, que entre outras exigências, pede o aumento da alíquota previdenciária de 11 para 14%. “O pacote que o governo encaminhou é pernicioso, vai prejudicar os trabalhos do serviço público, a previdência, o funcionalismo, e essa é mais uma das razões da greve", complementou.

Santino Arruda Silva acrescentou ainda que a suspensão das atividades do órgão na próxima sexta-feira também é em apoio a paralisação nacional, programada para o mesmo dia, em protesto às reformas Trabalhista e Previdenciária do governo Michel Temer.

Para a sexta-feira (10), os servidores irão realizar um piquete em frente ao departamento e logo em seguida, seguirão para a Governadoria para um ato unificado com outras categorias que já aderiram à paralisação.

Outro lado
Até o fechamento desta matéria, a reportagem da TRIBUNA DO NORTE não obteve resposta da diretoria do DETRAN/RN sobre o assunto.

Outros órgãos também anunciaram a paralisação de suas atividades a partir desta sexta, como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Policiais Civis. Em contraponto, a Polícia Militar logo recebeu a resposta de que os seus vencimentos seriam quitados nesta terça-feira (7).

O governador Robinson Faria, inclusive, se manifestou publicamente por meio do seu Twitter, dizendo que não aceita insubordinação dos funcionários da segurança pública e que iria tomar as medidas cabíveis para garantir o trabalho da segurança.

Quem também irá suspender os serviços são os servidores da saúde estadual, também insatisfeitos com salários atrasados.

Paralisação Nacional
O dia nacional da paralisação, na sexta-feira (10), está sendo convocado pelas centrais sindicais de todo o Brasil contra a reforma da legislação trabalhista, que entrará em vigor no sábado (11). Em Natal, a manifestação será marcada por diversas atividades, ao longo do dia, em vários pontos da cidade. O cronograma de ações foi definido na tarde desta segunda-feira no Fórum dos Servidores Estaduais do RN. Até o momento, está definido um grande ato nas imediações do Midway Mall, pela manhã, e, pela tarde, uma passeata que sai do Alecrim à Cidade Alta, com concentração a partir das 14h.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte