Servidores protestam contra Governo

Publicação: 2015-05-30 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Valdir Julião
Repórter


Durante a manifestação ocorrida na Cidade Alta de sindicalistas e trabalhadores, das iniciativas pública e privada, contra o ajuste fiscal do Governo Federal, na tarde de ontem(29), os servidores públicos estaduais também protestaram contra o governo Robinson Faria pela não garantia de acordos trabalhistas firmados na gestão anterior. Os professores e técnicos administrativos da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern) já estão em greve desde a segunda-feira (25). Já os servidores da saúde aprovaram, ontem, indicativo de paralisação para o próximo dia 11.
Servidores estaduais se juntaram aos federais em protesto
O vice-coordenador do Sindicato dos Servidores da Saúde do RN (Sindsaúde), Manoel Egídio Júnior, explicou que “se não sair alguma resposta positiva do governo” na reunião desta quarta-feira (3) com o secretário estadual do Planejamento, Gustavo Nogueira e com a chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, a deflagração da greve está mantida. Os servidores da Uern reivindicam a aplicação do reajuste de 57%, escalonado em quatro parcelas anuais de abril deste ano até 2018, que foi acordado no governo anterior e não está sendo cumprido.

Ontem, o governo estadual emitiu nota a respeito da greve dos servidores da Uern, em que o governador Robinson Faria  informa que após os levantamentos do impacto financeiro, está impossibilitado de conceder o reajuste em mface dos limites legais da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O governador fez apelo para que os servidores retornem ao trabalho.

O presidente do Sindicato dos Agentes da Polícia Civil (Sinpol), Paulo César de Macedo, confirmou que está mantida a paralisação de advertência de 48 horas dos servidores do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), nos dias 2 e 3 de junho, para cobrar do governo o envio do Estatuto dos funcionários do  órgão para votação na Assembléia Legislativa do  RN.  Paulo de Macedo informou que os escrivães e agentes de Polícia Civil não aprovaram nenhum indicativo de greve, pois aguardam a publicação das promoções que deviam ter saído em  março. Caso isso não ocorra agora, já em 22 de junho está prevista assembleia para definir estratégias de pressão junto ao governo.
Mobilização parou trânsito na avenida Rio Branco por três horas
Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RN) já fizeram uma paralisação de advertência de duas horas, ontem de manhã. Mas, o secretário geral do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do Estado (Sinai -RN), Santino Arruda, informou que o confirmou que  a categoria já tem assembleia marcada para o dia 17, bem como os servidores da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (Fundac) para o dia 18 do próximo mês. “O plano de carreira de 2010 foi cumprido pelo governo por determinação judicial, mas o queremos é a reposição salarial dos últimos quatro anos, em torno de 40%”, disse Arruda.

Em 10 de junho ocorrerá assembleia dos agentes penitenciários, que reivindicam do governo a implantação do plano de carreira. A presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista, disse que havia uma reunião prevista com o Gabinete Civil  para a próxima quarta-feira (4), mas devido ao feriado de Corpus Christi será remarcada. O sindicato tenta acordo sobre o  envio de projeto de lei à Assembleia.

Em relação aos profissionais do quadro de carreira da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), o Sindicato dos Médicos (Sinmed) informa que o secretário de Saúde, Ricardo Lagreca, garantiu em 19 de maio o governo cumprirá  o reajuste escalonado até 2018, conforme lei sancionada em abril do ano passado. Pela lei 512/2014, os médicos já tem garantidos 10% de reajuste na folha salarial de maio, e assim sucessivamente nos meses de maio de 2016 a 2018.

No ato público que começou às 15 horas de ontem e foi até às 18 horas, paralisou, praticamente, o trânsito na avenida Rio Branco, também participaram categorias de servidores públicos das UFRN e Ufersa, que também estão em greve.



Deixe seu comentário!

Comentários