Cookie Consent
Natal
Sesap autoriza retomada de cirurgias eletivas no RN após três meses de suspensão
Publicado: 07:39:00 - 07/07/2021 Atualizado: 08:11:53 - 07/07/2021
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) autorizou a retomada do agendamento, bem como da realização de cirurgias eletivas no Rio Grande do Norte. A pasta considerou a melhora na situação epidemiológica da covid-19 e o aumento de pacientes na espera por procedimentos cirúrgicos. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado, na edição desta quarta-feira (7).

Elza Fiúza/Agência Brasil
Procedimentos estavam suspensos desde 6 de abril

Procedimentos estavam suspensos desde 6 de abril


Leia Mais

Com a medida, as unidades hospitalares estaduais já podem reiniciar o agendamento e a realização dos procedimentos cirúrgicos eletivos. Os processos estavam suspensos desde 6 de abril deste ano.

Somente poderão agendar cirurgias as unidades que tiverem equipes completas compostas por cirurgião, anestesista e enfermagem. Além disso, todas as solicitações de cirurgias eletivas deverão ser inseridas no cadastro do Núcleo Estadual de Cirurgias Eletivas,
através do site regulacaorn.com.br.

As cirurgias serão implementadas conforme avaliações de indicadores, critérios e protocolos considerando a possibilidade de manutenção ou nova interrupção dos serviços em cenário epidemiológico desfavorável. A Sesap continuará monitorando a situação.

Cuidados

Para os pacientes com febre e/ou sintomas respiratórios identificados na admissão, deverá ser suspenso o procedimento, devendo a unidade hospitalar realizar novo agendamento.

As unidades deverão estabelecer medidas de gestão que possibilitem a organização de fluxos e processos internos que possam garantir a segurança para a realização das cirurgias eletivas.

Nova retomada

No início da pandemia, no ano passado, as cirurgias eletivas foram suspensas pela primeira vez por causa do quadro epidemiológico. Com uma queda nos novos casos e mortes, os procedimentos foram retomados em 3 de setembro de 2020, com a possibilidade de serem paralisados com um eventual recrudescimento da pandemia. Foi o que ocorreu na "segunda onda" da covid-19 neste ano, e a Sesap teve de suspender mais uma vez, em abril.

Em caso de nova piora nos números da pandemia no Rio Grande do Norte, a secretaria pode voltar a suspender as cirurgias eletivas.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte