Sesap finaliza primeira parte de obra na Sede

Publicação: 2019-10-21 14:02:00
A+ A-
O segundo andar e o subsolo da sede da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), na avenida Deododo da Fonseca, foram a primeira parte finalizada das obras de reforma do prédio. Com um valor total de R$ 7.796.445,18, em recursos próprios, a obra teve início em outubro de 2018 e será finalizada no próximo ano.

Créditos: Divulgação/SesapParte da reforma na sede da Sesap foi concluídaParte da reforma na sede da Sesap foi concluída
Parte da reforma na sede da Sesap foi concluída

“Identificamos todas as necessidades existentes e ações necessárias para viabilizar essa reforma e adequação. Como resultado temos agora no segundo andar um ambiente muito mais clean, inovador, transparente e com melhor visibilidade, de modo a propiciar condições muito mais agradáveis de trabalho. Para transformar a saúde e proporcionar à população uma atenção de qualidade é fundamental dar aos servidores as condições de trabalho necessárias, para que possam desempenhar sua função de forma adequada e cumprir sua missão”, disse o secretário adjunto de saúde, Petrônio Spinelli.

O segundo andar do prédio será equipado com nova mobília, que deverá ser entregue em 30 dias. A Coordenadoria de Recursos Humanos, que funcionava no 9º, funcionará no andar, com o intuito de facilitar o acesso ao setor por parte dos servidores. Os próximos andares a terem suas obras concluídas serão o 12º e o 13º.

“O projeto da reforma foi planejado segundo as atuais tendências de escritórios corporativos, com divisórias transparentes, de modo a permitir uma maior visibilidade e integração entre as equipes de servidores e tornar o espaço de trabalho mais humanizado”, informou o coordenador do Grupo Auxiliar de Engenharia e Projetos da Sesap, Alcedo Germano.

Além da conclusão dos pavimentos, até dezembro a Sesap terá um de seus elevadores substituído por um novo, com o objetivo de trazer mais agilidade e segurança aos servidores. Os demais serão substituídos no decorrer da obra. Em abril de 2017, a Justiça do Trabalho chegou a decretar a desocupação do prédio. Em 2014, já havia uma decisão em caráter liminar que obrigava a Sesap a adotar providências e corrigir as graves falhas estruturais e ambientais do edifício.



Deixe seu comentário!

Comentários