Setor de serviços prestados às empresas concentra maior índice de trabalho formal

Publicação: 2013-05-02 11:07:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (2) pesquisa relacionada ao mercado de trabalho, considerando dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), devido ao Dia do Trabalhador, comemorado no dia 1º de maio. De acordo com o instituto, o setor que concentra a maior porcentagem de trabalhadores com carteira assinada é o de serviços prestados às empresas, com 70,4% dos empregados com carteira assinada.

O segundo setor com a maior concentração desse percentual é o industrial, com 69,7% do total de empregados no trabalho formal. No setor de comércio, apenas 53% dos trabalhadores tinham carteira assinada no ano passado e, na área de construção, esse percentual atinge 40,8 pontos percentuais dos trabalhadores.

Os setores de construção e comércio são apontados pelo IBGE como os que mais expandiram a participação dos empregados no trabalho formal, com aumento de 15,4 e 13,3 pontos percentuais, respectivamente. Em 2003, esses percentuais eram de 25,5% no setor de construção e 39,7% no de comércio.

Mais mulheres, pretos e pardos dentre os trabalhadores com carteira

Em 2003, dos ocupados de cor branca, 41,2% tinham carteira assinada, ao passo que, entre os ocupados de cor preta ou parda, essa proporção era de 37,7% - diferença de 3,5 pontos percentuais. Já em 2012, essa diferença passou a ser de 0,2 ponto percentual (49,4% para brancos e 49,2% para pretos ou pardos 49,2%).

De acordo com dados da pesquisa, também houve crescimento expressivo na participação da mulher na condição de empregada com carteira de trabalho no setor privado, pois, enquanto na população ocupada a participação feminina aumentou 2,6 pontos percentuais (de 43% em 2003 para 45,6% 2012), a população ocupada feminina com carteira de trabalho assinada no setor privado cresceu 9,8 pontos percentuais (de 34,7% em 2003 para 44,5% em 2012).

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários