Seturn anuncia fim do sistema de integração

Publicação: 2012-09-16 00:00:00 | Comentários: 6
A+ A-
Os usuários do sistema de transporte coletivo, em Natal, não têm mais direito ao benefício da integração a partir desta segunda-feira (17), de acordo com nota publicada pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos do Município de Natal (Seturn) publicada neste sábado em jornal de grande circulação. Os passageiros, com isso, passam a pagar integralmente o valor vigente da tarifa [R$ 2,20] a cada novo embarque. A decisão do Sindicato está também fixada em avisos nos ônibus. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal (Semob) foi surpreendida, segundo o secretário adjunto Jefferson Pedrosa.
Jacques NoronhaComunicado já  foi colocado nos ônibus que circulam em NatalComunicado já foi colocado nos ônibus que circulam em Natal

A Secretaria designou aos fiscais que durante todo o final de semana acompanhem a situação e emitam relatórios que devem ser avaliados na segunda-feira, quando a Semob deve anunciar quais medidas são cabíveis. “Vamos buscar informações junto ao Sindicato, obviamente, para saber inclusive quanto isso representa na prática em redução de custos na operação do sistema. Sabemos que a situação não é fácil, mas precisamos dessas informações”, disse.

Também na segunda-feira, está prevista uma reunião entre representantes do Seturn com o procurador geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, a pedido dos empresários. Deve participar também dessa reunião José Augusto Peres, promotor de defesa dos direitos do consumidor.

O benefício da integração está assegurado aos usuários através de um decreto da prefeita, segundo o secretário adjunto. “Mas certamente que se o Seturn adotou essa medida, é possível que tenham assegurado judicialmente. Há dois caminhos para que isso seja possível — na Justiça ou revogação do decreto”, justificou.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários

  • barachodias

    ... estar na hora de exercer suas funções, que é nos representar e garantir o nosso direito pois ainda temos um pouquinho de confiança em vcs não deixe que perdemos o restinho de credibilidade em vcs. façam valer as cadeiras que vcs sentam. "REVOLUÇÃO JÁ. POPULAÇÃO UNIDA É DIREITO GARANTIDO".

  • juniorbobito

    natalenses são tratados como palhaços pelos políticos e empresários.

  • baracho

    Isto é uma vergonha, e esta semob serve para que mesmo? a população deveria dar nas duas pernas dos empresários, como? acabar com os cartões do natalcard onde eles estão enricando com esta prática porque essa modalidade só serve para eles e com os vales antigos a população poderia utilizar os alternativos.

  • francidemiranda

    Estava demorando eles não terem tomado essa atitude antes, mas é assim mesmo agente coloca eles la dentro para nos apoiar e eles vão apoiar quem tem algo a oferecer a eles, hoje em dia ta mais barato você andar de carro do que pegar um ônibus, sem conforto, sem segurança, com profissionais as vezes anti ético, realmente esta cada vez mais complicado se viver em natal nem numa praia se pode ir, corre o risco de cair dentro de algum buraco, já não podemos andar nas ruas, o que nos falta mais isso por que é ano de politica e se não fosse. É revoltante é muita humilhação para o trabalhador .

  • jonatas_rb

    Quaisquer medidas adotadas devem ser anunciadas previamente para evitar transtornos a população. O que fica claro no final é que o senso coletivo deve ser tratado com maior atenção e cuidado, muitos não devem sofrer por conta do interesse financeiro de poucos. Nossa cidade não possui um perímetro, área de tamanho suficiente para cobrança exagerada das tarifas urbanas. É uma vergonha tudo isso! Que seja respeitada a verdadeira necessidade da sociedade Natalense que é: Serviços de qualidade a um valor justo para todos, seja o usuário, ou seja ao empresário.

  • dennys_eas

    Precisamos urgente de licitar as linhas de transporte coletivo da grande Natal. que venha os empresários de outros estados. natal não é nenhuma recife ou belo horizonte. não é possível termos poucas linhas e um preço tão caro nas passagens. sem falar dos ônibus velhos e lotados. tá na hora da concorrência aparecer. os empresários daqui estão podres de ricos, mamando num sistema que já dura mais anos. enquanto isso, a população sofre com o péssimo serviço prestado. licitação já.