Shoppings anunciam fechamento em Natal

Publicação: 2020-03-21 00:00:00
Os maiores shoppings centers de Natal anunciaram nesta sexta-feira, 20, a suspensão das atividades a partir deste sábado, 21. As decisões foram tomadas como forma de combate ao avanço dos casos de coronavírus no país.

O Midway Mall, o maior shopping da cidade, anunciou a medida através das redes sociais. O empreendimento destacou que  a medida visa contribuir com a prevenção à disseminação do coronavírus. O Natal Shopping também confirmou a suspensão das atividades, mas programou o retorno para o dia 15 de abril.

O Shopping Cidade Jardim informou, em nota enviada à imprensa, que a partir deste sábado, 21, fechará as portas de todas as suas operações por tempo indeterminado, com exceção da Casa Lotérica e das clínicas de atendimento médico e vacinação, que funcionarão normalmente.

O Praia Shopping, na zona Sul,  e o Partage Norte Shopping, na zona Norte, além do Partage Mossoró, não emitiram notas a respeito da suspensão das atividades até o fechamento desta edição.

Posicionamento
A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) e a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) emitiram uma nota conjunta nesta sexta-feira, 20, a respeito do coronavírus. “Estamos cientes da nossa reponsabilidade, como vetor de desenvolvimento dos municípios, gerador de renda para milhões de cidadãos e pagador de bilhões de reais em impostos e tributos, representando mais de 3 milhões de brasileiros, cujas vidas dependem do trabalho nos 577 shoppings distribuídos pelo país”, detalham as entidades.

As Asscociações ressaltam a preocupação em preservar a segurança sanitária dos trabalhadores, fornecedores e clientes nesse momento de pandemia.

“Entendemos que estamos vivenciando um momento inédito que exige, mais do que nunca, o diálogo constante e produtivo entre shoppings e lojistas, além das três esferas do Governo (Federal, Estadual e Municipal), com envolvimento dos diferentes atores da cadeia. Seguiremos discutindo medidas de apoio visando a manutenção dos empregos dos brasileiros, a segurança econômica dos negócios, como linhas de crédito, redução de alíquotas, suspensão de processos administrativos e tributários, além de isenção de impostos”, declararam.