Silêncio nada inocente

Publicação: 2012-06-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Jornal Folha de São Paulo informou que intelectuais ligados ao PT silenciaram sobre a aliança do partido com o deputado Paulo Maluf (PP-SP) e as críticas que culminaram com a saída de Luíza Erundina da chapa de Fernando Haddad, em São Paulo. Secretária da gestão Erundina, na prefeitura (1989-1992), a filósofa Marilena Chauí se negou a falar. “Não vou dar entrevista, meu bem. Não acho nada [da aliança]. Nadinha. Até logo”, respondeu a uma repórter do jornal paulista. O economista Paul Singer, outro egresso da equipe de Erundina e atualmente no Governo Federal, defendeu a candidatura de Fernando Haddad, mas disse, segundo a Folha, que não se manifestaria sobre o apoio de Maluf. “Não tenho interesse em tornar pública qualquer opinião. Vai ficar entre mim e mim mesmo”, disse.

Moeda de troca

Alguns detalhes sobre o apoio do deputado Paulo Maluf (PP) à candidatura de Fernando Haddad (PT) à Prefeitura de São Paulo provocaram reações adversas de aliados. Um deles envolve a indicação recente de um aliado de Maluf para um cargo de chefia no Ministério das Cidades. O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, confirmou que a nomeação fez parte das negociações pelo apoio do PP. “Houve uma troca no Ministério das Cidades, como tem havido em qualquer negociação. Faz parte das negociações”, disse ao portal G1. Na semana passada, o engenheiro Osvaldo Garcia, ligado a Maluf, foi nomeado para a Secretaria de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, que é comandada por Aguinaldo Ribeiro, filiado ao PP.

Barrados na Rio +20

O senador Paulo Davim (PV) estava entre os três parlamentares que foram impedidos de ter acesso ontem à Rio+20. “Paulo Davim, Aloysio Nunes Ferreira e Cícero Lucena, integrantes da delegação do Senado, foram solenemente barrados pela organização da conferência”, informou Lauro Jardim, colunista das versões impressas e online da revista Veja. “Marta Suplicy e Fernando Collor, que estavam no grupo, tiveram mais sorte: Marta entrou por estar representando José Sarney, e Collor, por ser ex-presidente da República – até porque não há discriminação ao que sofreu impeachment”, acrescentou o colunista.

Gestão pública

A Frente Parlamentar Mista para o Fortalecimento da Gestão Pública foi lançada oficialmente nesta semana, no Senado. O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Carlos Ayres de Britto, participou do lançamento. Na ocasião, conversou longamente com o senador Aécio Neves (foto), cotado para disputar a Presidência da República, em 2014, pelo PSDB. Também estiveram na solenidade o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União, Jorge Hage; o presidente do Tribunal de Contas da União, Benjamin Zymler, além do líder da bancada do PMDB, Henrique Eduardo Alves. Aécio Neves disse que a oferta de serviços públicos de qualidade deve ser uma prioridade no país.

Remuneração

A antecipação de 40% do 13º salário dos servidores municipais de Natal será neste mês e no próximo. Os que ganham até R$ 2,5 mil receberão a antecipação junto com o salário de junho, que começará a ser pago no dia 27. Quem ganha acima deste valor será contemplado com o salário do mês de julho.

Negociação frustrada

Os secretários estaduais Isaú Gerino (Saúde) e Álber Nobrega (Administração e dos Recursos Humanos) se reuniram ontem com representantes dos médicos que estão em greve, mas não chegaram a um acordo. O Governo apresentou uma nova proposta — reajuste de 22%, escalonado para fevereiro e setembro de 2013 e fevereiro de 2014 —, que foi rejeitada pelos grevistas.

Financiamento

Chegou à Assembleia Legislativa o projeto de lei, de iniciativa do Executivo, que pede autorização para o Estado contrair um novo empréstimo. Desta vez, trata-se de uma operação junto à Caixa Econômica Federal, até o valor de R$ 234,8 milhões para contrapartidas nos investimentos de mobilidade urbana da Grande Natal.

Correção

Ao contrário do que esta Coluna informou na edição de ontem, a audiência pública na Assembleia sobre a crise provocada pela greve de professores e funcionários da Uern será hoje, a partir das 14h30.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários