Sinal articulado com faixa de pedestres da Salgado Filho começa a operar

Publicação: 2019-09-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os motoristas reclamaram da retenção e os pedestres comemoram a possibilidade de atravessar a via com segurança. Foi esse o comportamento do natalense na primeira manhã com o funcionamento do novo semáforo na avenida Salgado Filho, próximo ao viaduto do Quarto Centenário, em Lagoa Nova. O trânsito foi mais lento do que o normal e a situação ainda será avaliada tanto pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) quanto pela Polícia Rodoviária Federal.

Em fase de testes, semáforo na avenida Salgado Filho, divide opiniões: pedestres são a favor e motoristas reclamam
Em fase de testes, semáforo na avenida Salgado Filho, divide opiniões: pedestres são a favor e motoristas reclamam

Com uma passarela inutilizada há anos, os pedestres têm na faixa de pedestre uma alternativa para atravessar a via, que é uma das mais movimentadas da cidade. Porém, os motoristas que trafegam, principalmente, no sentido centro de Natal, observaram que o trajeto ficou mais demorado do que o habitual. Para a STTU, no entanto, ainda não é possível fazer a avaliação.

"Agentes de trânsito vão ficar no local nesses primeiros dias fazendo uma ação educativa, mostrando aos pedestres a importância da faixa de pedestres e fazendo o monitoramento do trânsito, para avaliarmos posteriormente", disse o inspetor e coordenador de Fiscalização de Trânsito da STTU, Carlos Eugênio, que observou aceitação positiva por parte dos pedestres.

Essa foi a segunda das oito intervenções viárias previstas pela STTU para este mês de setembro. Ao todo serão instalados oito novos sinais, combinados com faixas de pedestres – quatro na Av. Salgado Filho, um na Av. Bernardo Vieira e dois na Hermes da Fonseca. A primeira mudança no trânsito da capital do Rio Grande do Norte feita pela STTU foi semana passada (quarta-feira, dia 4), na Av. Hermes da Fonseca nas proximidades do Aeroclube e do 16º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército (16º BIMtz): foram instalados um novo semáforo e novas faixas de pedestres entre as ruas Alberto Maranhão e Joaquim Fagundes no Tirol. Os novos equipamentos atendem requisitos de acessibilidade, com sinais sonoros e informações disponíveis em braile.

Objetivos
“Com essas alterações vamos facilitar a travessia de pedestres entre paradas de ônibus que estão frente a frente, mas em lados opostos da via e que até então não tinham uma ligação efetiva”, disse Walter Pedro, secretário adjunto de Trânsito da STTU.

Conforme anunciado pelo órgão que ordena e fiscaliza o trânsito de Natal, “o pedestre é o principal fator a ser considerado na elaboração das políticas de mobilidade da cidade, por isso estamos realizando uma série de ações para dar mais segurança na circulação do pedestre”.

As intervenções viárias seguem regras regulamentadas pela Lei número 12.587/2012, que instituiu as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana e estabelece a pirâmide de prioridade da mobilidade urbana, onde pedestres estão no topo seguidos (na ordem) por ciclistas, transporte público, transporte de carga, carros e motos particulares.

Sobre o semáforo já em funcionamento no bairro do Tirol, Walter Pedro acrescentou que “o ideal é que tenha uma travessia adequada para pedestres a cada 100 metros. Mas, devido à impossibilidade de se adotar esse modelo, selecionamos locais onde existiam pedidos da população”. O secretário adjunto de Trânsito da STTU pontuou que o trecho citado só existia faixa de pedestres no cruzamento da Av. Hermes da Fonseca com a Rua Joaquim Fagundes, ficando a seguinte somente na altura da Rua Ângelo Varela “a mais de 480 metros de distância” próximo da AABB.

Com a nova travessia de pedestres, justificou a Secretaria, quem anda a pé passou a contar com uma faixa a pouco mais de 170 metros da Rua Joaquim Fagundes, “em um trecho onde há duas paradas de ônibus e estabelecimentos comerciais. O local foi selecionado por ser atrator de viagens a pé, inclusive por causa das paradas de ônibus”, ressaltou Walter Pedro.

As intervenções viárias previstas pela STTU foram embasadas em estudos e informações sobre os locais com maiores registros de ocorrências, quantidade de acidentes, e número de vítimas. Após análise, o órgão identificou os principais locais de atropelamentos e cruzou com dados sobre a dificuldade do pedestre em atravessar a via.

Uma das fontes é o “Anuário Estatístico 2018: Acidentes de Trânsito em Natal”, elaborado pela STTU, onde estão listadas dentre outros dados a quantidade de pessoas envolvidas em acidentes. No ano passado foram registrados 5.444 acidentes envolvendo 11.967 pessoas, deixando 1.858 (15,53%) feridos e causando 58 óbitos (0,48%) – 25 durante a noite e oito deles eram pedestres. De 2015 a 2018, ainda conforme o Anuário, 79 pedestres morreram no trânsito de Natal.

A partir das mesmas diretrizes aprovadas em 2012 dentro do Plano Nacional de Mobilidade Urbana, que prioriza o deslocamento do pedestre, todas as faixas de pedestres nos cruzamentos na Av. Salgado Filho com as avenidas Amintas Barros, Nascimento de Castro, Antônio Basílio e Bernardo Vieira serão deslocadas de posição (afastadas da esquina), permitindo a inserção de tempo exclusivo para pedestre.

“Dessa maneira o pedestre passa a ter o direito a uma travessia mais segura e confortável, da mesma forma que os carros terão uma área de acomodação. Evitamos o conflito de veículos com os pedestres, que também deixarão de interferir na passagem de quem seguirá em frente”, explicou o secretário adjunto de Trânsito da STTU, ressaltando que “o modelo é utilizado com sucesso na Av. Paulista, em São Paulo”.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários