Sindicatos querem negociar com o governador eleito

Publicação: 2014-11-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os sindicatos que solicitaram o estudo do orçamento do Estado ao Dieese querem uma reunião com o governador eleito Robinson Faria (PSD). Ontem, representantes dos órgãos entregaram ofício com o pedido à equipe de transição. Coube ao deputado estadual Fernando Mineiro (PT) receber o documento e assegurar que hoje (19) daria retorno. “Estou recebendo, mas esse pedido será encaminhado a Fábio Dantas [vice-governador eleito e coordenador da equipe]. Amanhã [hoje] ligo para comunicar o que ficou acertado”, disse.

O encontro com Mineiro ocorreu na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) onde acontecia o seminário “Um pacto pela vida e pela segurança”. Os sindicalistas foram ao local depois de tentar, sem sucesso, deixar o ofício na Escola de Governo. De acordo com o documento, a reunião com a equipe de transição e governador eleito terá como finalidade “esclarecer pontos conflitosos” a respeito da folha de pagamento do Estado.

“A informação do Governo não procede. Está mais do que claro que não existe desequilíbrio financeiro e a folha de pessoal não é responsável por dificuldades orçamentárias. O funcionalismo não é o vilão do Estado”, declarou Rosália Fernandes, diretora do Sindicato dos Servidores da Saúde do RN (Sindsaúde-RN). “Vamos aproveitar para apresentar ao governador eleito nossas principais deficiências. É preciso um novo concurso público”, acrescentou.

O presidente do Sindicato  dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN), Paulo César de Macedo, explicou que também pretende levar a pauta de reclamações da categoria. “Precisamos de novas delegacias e maior efetivo. Em 2015, teremos aproximadamente 30% do efetivo solicitando aposentadoria. É necessário o concurso público”, apontou.

Ainda participaram da reunião de apresentação dos dados do Dieese,  representantes do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do Estado (Sinai/RN) e e Sindicato dos Servidores da Administração Direta (Sinsp/RN).

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários