SMS Natal vacina 3,9 mil pessoas

Publicação: 2021-01-21 00:00:00
No primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS Natal) contabilizou a aplicação da primeira dose da Coronavac em 3.914 pessoas, majoritariamente profissionais de saúde. Pelos menos dois trabalhadores da Prefeitura do Natal de áreas distintas ao público-alvo dessa primeira fase noticiaram em suas próprias redes sociais que foram vacinados e serão alvos de investigação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Ouvidoria Geral de Natal.  

Créditos: Magnus NascimentoLongas filas se formaram no início da manhã desta quarta-feira (20) no entorno do estacionamento do Ginásio Nélio Dias, na zona Norte, com profissionais de saúdeLongas filas se formaram no início da manhã desta quarta-feira (20) no entorno do estacionamento do Ginásio Nélio Dias, na zona Norte, com profissionais de saúde

Durante toda esta quarta-feira (20),  centenas de profissionais de saúde se dirigiram aos postos móveis (drive-thrus) instalados pela SMS Natal no Estacionamento do Ginásio Nélio Dias, na zona Norte, na Arena das Dunas e no Shopping Via Direta, na zona Sul da capital. Os locais dos postos tiveram congestionamentos nas primeiras horas da manhã e a espera na fila da vacinação chegou a quase uma hora. Conforme a SMS Natal, a meta era aplicar 4 mil doses no primeiro dia da campanha. A capital recebeu 12.235 doses para serem aplicadas nos próximos dias em 11.728 profissionais de saúde e 578 idosos abrigados em instituições de longa permanência.

A estimativa de doses diárias é baseada nas campanhas da Influenza. Todas as doses devem ser aplicadas em três dias, de acordo com a diretora do departamento de Vigilância em Saúde da SMS Natal, Juliana Araújo. A prioridade são os profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia (UTI, enfermaria e na própria campanha de imunização) e idosos em abrigos.

Créditos: Magnus NascimentoÁlvaro Dias, que é médico pediatra, aplicou a primeira dose da Coronavac em Ednalva MaurícioÁlvaro Dias, que é médico pediatra, aplicou a primeira dose da Coronavac em Ednalva Maurício

“A partir daí, a campanha depende de novas doses enviadas pelo Ministério da Saúde para aplicar em mais pessoas. Os doze mil que receberam a vacina agora já tem a segunda dose garantida, mas a aplicação leva de duas a quatro semanas", declarou Araújo.

A campanha começou oficialmente com a vacinação da técnica em enfermagem Ednalva Maurício da Silva, de 54 anos. Funcionária da saúde municipal desde 1988, Ednalva trabalha na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Pajuçara, na zona Norte, desde 2010. “Fiquei muito emocionada quando recebi o convite para ser a primeira vacinada e aceitei imediatamente. Tenho fé de que a vacina vai ajudar muito", declarou a servidora na manhã desta quarta-feira (19). O prefeito Álvaro Dias, que é médico pediatra, foi quem aplicou a dose.

Dificuldades
Nesse primeiro dia, a SMS Natal teve dificuldades com o cadastramento dos imunizados no RN+Vacina, sistema criado para fazer monitoramento da vacinação no Estado. Uma parcela das pessoas se dirigiu sem cadastro aos locais de vacinação, apesar da recomendação municipal de irem cadastrados. “Não temos condições de fazer o cadastramento na hora porque são muitas pessoas. Nossa solução é solicitar os dados, anotar e fazer depois. Não podemos deixar de vacinar quem é do grupo prioritário", explicou Juliana Araújo. Conforme disse, as dificuldades eram esperadas por se tratar de um sistema novo. “Mas a solução está encaminhada e, aos poucos, vai se ajustando", ponderou. 

Alguns idosos acima de 75 anos, grupo prioritário da primeira fase da campanha, também foram aos locais de vacinação para tentar receber o imunizante. Entretanto, devido à insuficiência de doses enviadas pelo Ministério da Saúde aos municípios, somente profissionais de saúde da linha de frente e idosos abrigados podem tomar a vacina com esse primeiro lote. A SMS Natal esclareceu que é preciso aguardar o recebimento de novas doses para dar continuidade à campanha.

As doses recebidas pelo município de Natal são suficientes para imunizar 36% dos profissionais de saúde e todos os idosos abrigados. “Aguardamos o Ministério da Saúde enviar o mais rápido possível, mas eu destaco que começamos a vencer uma batalha. É um momento muito importante", disse o prefeito Álvaro Dias durante a abertura oficial da campanha.

No drive-thru montado no Estacionamento do Ginásio Nélio Dias, o prefeito Álvaro Dias ressaltou que os drive-thrus foram instalados para dar mais mobilidade à vacinação, mas disse que a campanha vai ser ampliada para 70 postos de vacinação a partir da chegada de mais doses. “Temos 70 locais prontos em toda a cidade para realizar a campanha de vacinação e atender a população, mas isso de acordo com o envio de mais doses”, declarou Dias.

Servidores fora da prioridade foram vacinados
O Sindicato dos Servidores dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat) afirmou ter recebido denúncias de que servidores fora da lista de prioridades estariam recebendo a vacina da covid-19. O fato gerou indignação e repercutiu entre a população natalense.

Uma das pessoas em questão foi o engenheiro de computação Bruno Samuel da Silva Corrêa, que ocupa o cargo de chefe de Setor de Informática da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social de Natal (Semtas). Através das redes sociais, ele fez uma postagem do momento em que foi vacinado. “Voluntário do programa municipal de vacinação", postou. Não há a confirmação sobre o motivo pelo qual ele foi vacinado, mas ele apagou a postagem pouco após as 12h20 desta quarta-feira.

Momentos após, a Prefeitura do Natal emitiu nota informando que suspendeu a vacinação de servidores públicos municipais que não sejam profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19. O Município afirmou que um Informe Técnico do Ministério da Saúde respalda a imunização desse grupo, mas reconhece a quantidade reduzida de doses recebidas nessa etapa inicial para embasar a medida.

Investigação
A Ouvidoria Geral do Natal, instância de relacionamento entre a Prefeitura e o cidadão natalense, vai apurar as denúncias de servidores municipais que foram vacinados na campanha contra a Covid-19. A determinação é do prefeito Álvaro Dias, no sentido de averiguar se as denúncias apresentadas são procedentes. 

Além dessa medida, o órgão municipal está fortalecendo seus canais de contato para receber críticas, sugestões e outras denúncias que venham a ocorrer na campanha de vacinação. Dentre as opções para atendimento da OGN, estão os telefones 162 e 3233-4642, entre segunda e sexta-feira, das 8h às 14h.
Um canal eletrônico dedicado ao atendimento também foi criado e está disponível para receber demandas a qualquer hora. O site pode ser acessado pelo endereço www.natal.rn.gov.br/falanatal. 

O MPRN informou, em nota, que irá apurar todos os casos de “fura fila” na campanha de vacinação contra a Covid-19. Os casos de pessoas que receberam a vacinação mesmo sem se enquadrarem serão analisados individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade.
 O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para o recebimento de denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada. Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. 

Quem pode se vacinar?
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS Natal) adotou como estratégia inicial imunizar os idosos residentes em instituições de longa permanência e todos os profissionais da saúde que estão no enfrentamento direto contra a Covid-19, comprovado efetivo exercício de suas funções nas seguintes unidades: UPAs, Hospital Giselda Trigueiro, Hospital de Campanha, Pronto Atendimento Odontológico Morton Mariz, Maternidades públicas e privadas, Prontos Socorros públicos e privados, UTIs e os Centros de Enfrentamento à Covid-19 de Natal.

Já nas unidades do Hospital Universitário (HUOL), Hospital Maria Alice Fernandes, Hospital de Pediatria Nivaldo Júnior e João Machado, somente serão vacinados os profissionais que atuam diretamente na unidade de atendimento ao paciente Covid. No caso do SAMU/Transporte Sanitário, serão vacinados os servidores intervencionistas. Todos os profissionais de saúde precisarão apresentar a escala de trabalho do mês atual para poderem ser vacinados.

Os quatro pontos de vacinação contra Covid-19 em esquema de drive-thru funcionam no Ginásio Nélio Dias, no Palácio dos Esportes, na Arena das Dunas e na área externa do Shopping Via Direta, e vão funcionar de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h. O Shopping Via direta e o Ginásio Nélio Dias também disponibilizam sala de vacinação para os pedestres que compareçam ao local.






Leia também: