Sob o olhar atento de Lula Pereira

Publicação: 2010-07-09 00:00:00
Ver as coisas de modo diferente sempre foi considerada uma vantagem intelectual de poucos. No entanto, no caso do América, essa nova forma de observar está causando, no mínimo, dúvidas no que diz respeito ao seu aspecto prático. Desde o dia 18 comandando o América, o técnico Lula Pereira adotou esse “novo olhar” e tem visto os jogos longe do banco de reservas, do alto das cabines de imprensa. Estratégia certa ou errada, a verdade é que  já se passaram 21 dias e quatro jogos disputados pelo Alvirrubro e nenhuma vitória (duas derrotas e dois empates).

Lula Pereira só vai comandar o América diante da Ponte PretaAté agora o torcedor americano não conseguiu enxergar a luz no fim do túnel que a equipe foi parar, estando na zona de rebaixamento da série B do Brasileiro e ocupando a 11ª posição no Campeonato do Nordeste. À beira do campo, quem tem a responsabilidade de transmitir as orientações que vêm de “cima” é o fiel escudeiro Carlos Moura.

Mas, o técnico americano tem uma explicação pela sua ausência no banco de reservas. Para Lula Pereira, analisar a partida de um outro ângulo, facilita para fazer anotações sobre o rendimentos dos atletas como também o estilo tático do time. “ Cheguei sem tempo para treinar o time, e só assim, assistindo as partida do alto, é que vou poder analisar melhor os jogadores. Até pensei em antecipar essa minha ida ao banco de reservas para esse jogo contra o Vitória, mas, como ainda não terminei minhas análises, só vou entrar em campo na volta da série B, contra a Ponte Preta”, explica Pereira.

Outro fato que vem chamando a atenção é o grande número de jogadores contratados. Se o discurso da direção americana era de enxugar o elenco, o que está se vendo é o contrário. Oito atletas foram dispensados e 12 já acertaram com o clube. “Nem todo atleta que chegou, foi indicação minha.  Estamos conversando com a direção e trazendo quem achamos que vai render aqui”, revelou.

Rodrigo Dantas vira desfalque

A situação no América realmente não é nada boa. Se não bastasse o péssimo momento que o time atravessa dentro de campo, os jogadores também estão sofrendo com a maré de azar que vem atingindo o clube. O meio-campo Rodrigo Dantas, que seria titular da equipe no jogo contra o Vitória, amanhã, em Salvador, acabou torcendo o tornozelo esquerdo depois de pisar em um buraco, e saiu do coletivo amparado pelos médicos americanos. Com o local bastante inchado, o atleta também foi vetado para a partida contra a Ponte Preta, próximo terça-feira, em Campinas, pela série B do Brasileiro. Exames mais detalhados devem ser realizados hoje para saber a gravidade da lesão.

Para o jogo de amanhã, o técnico Lula Pereira treinou a equipe no 3-5-2 e deve promover a estreia de dois novos contratados. O zagueiro Alexandre da Luz e o lateral-direito Dick. O volante Rafael Paraná, recuperado de uma contusão que o afastou cerca de 60 dias do time titular.

Quem se apresentou hoje ao treinador, foi o meio-campo Carlos Alberto, jogador que já teve passagens por Botafogo/RJ e São Paulo. O atleta participou de uma treinamento físico e deve ficar à disposição do treinador na próxima semana. Já o volante Douglas Silva e o atacante Allan Dellon, devem se apresentar até o final da semana, segundo o gerente de futebol do cube, Souza. “Esses dois atletas pediram mais uns dias para resolverem alguns problemas particulares”, finalizou.