Top Natal
STER BOM: Qualidade que não sai da memória
Publicado: 00:00:00 - 01/12/2021 Atualizado: 20:10:01 - 30/11/2021
Sorvetes, picolés, polpas de frutas, casquinhos para sorvetes, água mineral. Foi no solo  quente do Rio Grande do Norte que nasceu a empresa responsável pela produção de todos esses itens e muito mais: a Ster Bom. Com 53% das menções na pesquisa Top Natal 2021, a empresa alcança o primeiro lugar do pódio com uma ampla vantagem em relação à segunda colocada. Diferenciada em muitos aspectos, preocupada com o bem-estar dos colaboradores e com o meio ambiente, hoje a Ster Bom também se destaca pela geração de energia solar e expansão por cidades da Região Metropolitana e Central potiguar, levando emprego e fazendo a economia girar com mais vigor.

Divulgação
Antônio Leite destaca esforços para modernizar parque industrial

Antônio Leite destaca esforços para modernizar parque industrial


“Eu sou muito grato aos meus conterrâneos, ao pessoal de Natal e do Rio Grande do Norte. O resultado dessa pesquisa é o reconhecimento de um trabalho que se estende por 30 anos. A gente, graças a Deus, vem crescendo passo a passo e procurando fazer o melhor para o nosso patrão, que é o consumidor. Vamos continuar trabalhando, procurando os equipamentos mais modernos que existirem no mercado para a gente fazer, cada vez mais, um produto de qualidade com uma boa prestação de serviço. Isso é fundamental, principalmente para uma indústria de alimentos”, declara o fundador da Ster Bom, o empresário Antônio Leite. Essa é a segunda vez consecutiva, em dois anos de inclusão do segmento na pesquisa, que a Ster Bom é campeã.

O período mais crítico da pandemia foi de desafios para a empresa.  Com o fechamento dos estabelecimentos comerciais, a produção de casquinho de sorvetes caiu consideravelmente. Somente as lojas da fábrica Ster Bom Sorvetes espalhadas pelo Rio Grande do Norte são 18. Todas fecharam nos meses de isolamento social mais rígido. A venda de copinhos de água mineral para bares, restaurantes, hotéis e eventos também caiu. Foi preciso se reinventar  para equilibrar as contas e não demitir trabalhadores.

De acordo com Antônio Leite, o lado positivo da pandemia para a empresa foi no consumo de polpas de frutas, pote de sorvete de 2 litros e garrafões de água mineral. “Então, graças a Deus, deu para mantermos a equipe. Esse é o nosso maior patrimônio. Nós treinamos as equipes e o ideal é não perdê-las. Hoje, nós temos quase mil funcionários com carteira assinada. Até o final do ano, devo passar esse número nas cinco unidades (1 em Parnamirim, 2 em Macaíba e 2 em Assu)”, lista Antônio Leite.

Divulgação


A empresa não se destaca somente pela qualidade e sabor dos produtos que levam a assinatura Ster Bom. Há quase uma década, quando pouco se falava em geração própria de energia solar, Antônio Leite deu início à montagem de um grande parque de geração de energia através dos raios de sol. “Há oito anos, o maior parque solar particular do Brasil era o da Ster Bom. Foi o primeiro do Brasil”, lembra Antônio Leite. A inspiração para a instalação dos painéis fotovoltaicos veio de uma viagem à Alemanha, onde ele viu inúmeros painéis espalhados por propriedades rurais e urbanas. De volta ao Brasil, encomendou os equipamentos a uma empresa espanhola e deu início à popularização desse tipo de geração de energia entre os empresários potiguares.

“Na época, todo mundo me chamava de doido. Hoje, já consigo gerar 1,5MW e quero chegar à metade do ano que vem com 3MW, energia suficiente para abastecer a empresa”, cita Antônio Leite. Os planos para 2022 incluem a ampliação da produção de polpas de frutas e frutas. A Ster Bom acabou de receber uma câmara fria de 30m x 50m com 12  metros de altura para estocar a produção. “Vou fazer uma outra para armazenar frutas. Eu vou apostar nisso e na produção de sorvetes com a Tetra Pak, com sorvete pasteurizado feito em equipamentos de ponta, além de uma máquina de extrusão”, antecipa Antônio Leite.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte