Cookie Consent
Política
Subprocurador pede que TCU apure acusações contra Pedro Guimarães
Publicado: 00:00:00 - 02/07/2022 Atualizado: 23:37:35 - 01/07/2022
São Paulo (AE) - O subprocurador-geral do MP junto ao  Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Rocha Furtado, enviou representação à Corte nesta quinta-feira (30), pedindo apuração sobre as acusações de assédio sexual contra o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Furtado defende a adoção de medidas pelo TCU por ver "flagrante violação ao princípio administrativo da moralidade". Na avaliação do subprocurador-geral, o caso reclama "obrigatória atuação" da corte de contas, para investigar as acusações e eventualmente aplicar as "devidas sanções administrativas" a Guimarães.
Marcelo Casal Jr


O Ministério Público Federal investiga as denúncias, feitas por diversas funcionárias da Caixa, na esfera criminal. O Ministério Público do Trabalho também abriu uma apuração sobre o caso. Após as denúncias serem reveladas pelo site Metrópoles, Guimarães deixou a presidência do banco na tarde da quarta-feira passada, dia 29, depois de uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro.

Como mostrou o Estadão, o TCU já decidiu fazer uma auditoria no sistema de denúncias e de combate a assédio da Caixa. A decisão foi anunciada na quarta-feira pela presidente da corte, ministra Ana Arraes. Na ocasião, a ministra registrou que o escândalo envolvendo Guimarães, é "apenas um sintoma grave de um problema muito maior", a ausência de políticas eficazes de prevenção e combate ao assédio nas organizações públicas.

Braço direito de Daniella
Nomeada para a presidência da Caixa, Daniella Marques escolheu outra mulher para ser seu braço direito. A escolhida é a advogada Danielle Calazans, atual secretária de Gestão Corporativa do Ministério da Economia e com mais de 15 anos de trabalho como servidora da Caixa. As duas já trabalham juntas na elaboração de um plano de ação para administrar a crise no banco com a saída de Pedro Guimarães, alvo de denúncias de assédio sexual e moral.

Para a presidência, o nome de Daniella Marques foi aprovado nesta sexta (1º) pelo comitê de elegibilidade da Caixa. Ela teve uma reunião com o presidente do conselho de administração, Rogerio Rodrigues Bimbi, para acertar os próximos passos. Ela tomará posse na próxima terça-feira (5).

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte