Política
'Surge o nome de Ezequiel para o governo', diz Robinson
Publicado: 00:00:00 - 27/11/2021 Atualizado: 00:27:26 - 27/11/2021
O presidente estadual do PSD e ex-governador Robinson Faria afirmou que o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), surge naturalmente como candidato a governador. “Ele é o nome preparado para ser o candidato da oposição [ao governo]. Não estou lançando pelo PSD. Não posso, mas estou dizendo que é um nome que está surgindo. O nome surge naturalmente. E ele é o nome que surge naturalmente”, disse Robinson Faria, ontem, após participar de um encontro do PSD estadual.

Adriano Abreu
Gilberto Kassab disse que as direções regionais do partido estão livres para negociar as alianças

Gilberto Kassab disse que as direções regionais do partido estão livres para negociar as alianças


Ezequiel Ferreira é presidente estadual do PSDB e, atualmente, apoia o governo Fátima Bezerra na Assembleia. Mas, na bancada do PSDB do Legislativo estadual, entre os cinco deputados, três estão na oposição (Gustavo Carvalho, José Dias e Tomba Farias) e dois integram a base aliada do governo (Ezequiel Ferreira e Raimundo Fernandes).

Robinson Faria afirmou que o seu partido, o PSD, aguarda a consolidação de um nome para disputar a sucessão estadual, contra a reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT),  mas admitiu que “se nesse palanque o nome da oposição for o deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB)”, está pronto para apoiar a candidatura do presidente da Assembleia Legislativa. 

Diante do posicionamento de Robinson Faria, a TRIBUNA DO NORTE perguntou se ele estava lançado o nome do presidente da Assembleia Legislativa para liderar a chapa majoritária de oposição nas eleições de 2022. Ele disse que não pode lançar uma candidatura pelo PSD, mas destacou que o nome de Ezequiel tem surgido com naturalidade. 

Um dos três parlamentares que integram a bancada do PSD na Assembleia, o deputado Galeno Torquato disse que apoiaria uma eventual candidatura de Ezequiel Ferreira para governador do Estado: “Tem que ver primeiro se Ezequiel vai, mas ele sendo candidato, é o nosso candidato”.

Galeno Torquato destacou que o PSD hoje conta com 18 prefeitos, 21 vice-prefeitos e 147 vereadores. “Estamos restruturando o partido, como estamos fazendo aqui hoje e vamos disputar cargos de deputado federal e deputado estadual”.

Os deputados do PSD Jacó Jácome e Vivaldo Costa integram a base de apoio da governadora Fátima Bezerra na Assembleia e foram ausências sentidas no evento de ontem do partido, embora o ex-prefeito de Campo Redondo, Alessandru Alves, falasse em nome de Vivaldo, justificando o fato de, pela idade (mais de 80 anos) e fazer parte da faixa de risco da covid-19, permanece em casa por causa da pandemia de coronavírus.

A TN também perguntou ao ex-governador Robinson Faria sobre um possível apoio do PSD à pré-candidatura do filho dele, o ministro Fábio Faria (Comunicações) a senador da República com o apoio do presidente  Jair Bolsonaro. “Está se resolvendo calmamente, cabe a ele (o filho) anunciar, não cabe a mim, isso será resolvido nas pesquisas, com calma e ele será candidato com a permissão de Bolsonaro e o povo do Rio Grande do Norte”, disse.

No discurso para filiados e militantes do PSD, Robinson afirmou que “trazia um abraço muito especial” de Fábio Faria, que “é talvez o ministro de maior destaque do Brasil, implantando o 5G (sistema de telefonia móvel), os demais ministros estão fazendo o seu trabalho, mas Fábio deixou a sua assinatura, mandando o wifi para todo o Brasil e para o Rio Grande do Norte por competência”.

Na avaliação de Robinson Faria, o PSD “vai surpreender” nas eleições proporcionais do próximo ano, elegendo pelo menos dois deputados federais e cinco estaduais. 

Para a Câmara Federal, além dele, já está confirmada a pré-candidatura de Camila Araújo, que integra a bancada do partido na Câmara Municipal de Natal ao lado do vereador Preto Aquino, que também preside o PSD municipal.

Para convencer o eleitor no pleito do próximo a votar nele, Robinson Faria deu a entender que topa debate até com a Chefe do Executivo: “Se a governadora quiser debater comigo, não sou candidato a governador, mas vou mostrar que o  governo dela tem dinheiro, mas não fez nada, a não ser reinaugurar obras que o governador Robinson entregou ao povo do Rio Grande do Norte”, disse.

Kassab libera os diretórios estaduais
O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, informou, na posse da diretoria do “PSD Mulher” do Rio Grande do Norte, que as direções regionais do partido estão livres para negociar as alianças políticas nos estados para as eleições de 2022: “Cada local é uma situação, aqui (RN) a nossa direção é de oposição a atual governadora, uma oposição responsável e que fiscaliza, as circunstâncias locais sempre se acomodam, o Brasil ainda tem um número muito grande de partidos e nos impõe como direção nacional, a compreender as situações locais”. 

Já o presidente estadual do PSD, Robinson Faria disse que vai apoiar a reeleição do presidente da República, Jair Bolsonaro, embora o seu partido conte com a pré-candidatura do presidente do Senado Federal, o mineiro Rodrigo Pacheco, à presidência em 2022: “O presidente Kassab deu liberdade para cada estado, de acordo com conveniência e circunstância local, é uma questão de opção do diretório estadual”.

Gilberto Kassab afirmou que, diante das pesquisas eleitorais divulgadas até agora e como ele nem foi anunciado ainda como pré-candidato a presidente, “é muito mais do que compreensível do que até maio ou junho tenha dificuldade de se apresentar como nome expressivo”.

Kassab disse que o PSD fez um levantamento no Brasil inteiro para orientar os diretórios estaduais na formação de chapas para deputado federal e estadual, porque não tem mais coligações nas eleições proporcionais: “É importante que esse levantamento seja feito e disponibilizado, que os diretórios possam entender quais componentes são importantes para conseguir o maior número de votos para as chapas e com isso o maior número possível de eleitos”. 

Segundo Kassab, esse levantamento mostrou que o pré-candidato a deputado federal que “conseguiu o maior percentual de votos no seu estado, foi o Robinson Faria, algo extraordinários que não vimos em nenhum outro canto do país”

Kassab disse, ainda, que “o nosso esforço será muito grande para poder ter uma representação expressiva e poder ajudar o Brasil a dar respostas para a nossa sociedade, em relação aos graves problemas que vivemos”.

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte