Temer levará Temer à renúncia

Publicação: 2017-05-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O presidente Michel Temer poderá ser levado a renunciar ao cargo por pressão do professor de Direito Constitucional Michel Temer, um homem tão cioso do cumprimento das normas constitucionais e dos princípios éticos que regem a moral pública. O professor está envergonhado do ato praticado pelo presidente da República.

Sabe o professor Michel Temer que o político Michel Temer se deixou levar há muito tempo pela má companhia de Eduardo Cunha a ponto de ter recebido o indigitado “no escurinho do Jaburu” (título da nota desta coluna que noticiava o encontro ) às vésperas da sua cassação, numa conversa clandestina, portanto nada republicana.

Agora, também “no escurinho do Jaburu”, o presidente recebeu um megaempresário e ouviu dele confissões que a sua responsabilidade de Chefe da Nação não permitia que ouvisse e, ouvindo, não deveria ficar impassível. E não ficou. Acumpliciou-se a elas com observações soltas.

Frustração

O comando da PF estava tão convencido da prisão de Aécio que, há 15 dias, preparou até a cela para receber o tucano.
A euforia fazia sentido: a prisão de Aécio seria o contraponto para a de Lula.

Podem até ter combinado com Janot, mas não com o russo (Fachin), que a vetou.

Túnel do tempo
Por sinal, ontem foi uma data histórica para Lula: em 19 de maio de 1980, o então líder metalúrgico saía da prisão, escoltado pelo também então diretor da Polícia Federal, Romeu Tuma, com quem viria a ter depois uma convivência harmoniosa, inclusive por causa da tentativa de extremistas de direita de associar o PT ao sequestro de Abílio Diniz, anos depois. Tuma desmontou a operação, a mando de Sarney, e ganhou a graça de Lula e do PT.
Coisas da vida.

Bem feito!
Esse Joesley Batista é mesmo um ingrato.Quando a JBS ficou na corda bamba por causa da operação “Carne Fraca”, Temer, num gesto arriscado, levou os embaixadores dos principais países importadores de carne a uma churrascaria para mostrar que a Friboi era confiável.

Produtos podres
Convenhamos, um empresário que compra políticos corruptos pode perfeitamente comprar também carne igualmente estragada.
E revendê-la. A carne, não o político.

Assim, até eu...

FH deu uma de João Cunha, aquele deputado que xingava Ulysses Guimarães em público e o chamava de estadista na intimidade.
Mandou dizer a Temer que sua nota sugerindo a renúncia foi precipitada.

Peladeiros
Pelo linguajar de Aécio Neves na conversa com Joesley percebe-se que os dois eram colegas de pelada.
Não do posto 9 de Ipanema. Mas de futebol de várzea do interior.

Caçador de homens
Ao detonar Rodrigo Maia para o dono da JBS, Aécio acabou blindando o presidente da Câmara de eventuais acusações de conluio do homem que compra boi e políticos.
E lhe dá fôlego para conduzir o processo da eventual sucessão de Temer.
Joesley, por sinal, me inspira uma versão de “Anedota Búlgara” de CDA:
“Era uma vez um czar naturalista que comprava homens. Quando lhe disseram que também se comprovam borboletas e andorinhas, ficou muito espantado e achou uma barbaridade”.

Deusa
O país nunca mais vai se esquecer do histórico plantão do Jornal Nacional do dia do terremoto político.
A presença sóbria, elegante e uma voz grave davam a verdadeira dimensão da gravidade da crise.
No ponto, no tom exato, como exige o bom jornalismo, principalmente nesses momentos tão tensos.
Esta coluna, que sempre a teve como sua musa maior e que há anos não citava mais seu nome como frustrada tentativa de chamar ainda mais a sua atenção, se rende a ela:
_ Você é demais, Renata Vasconcellos.

Ele é o cara
Depois do feito do Lauro Jardim, se algum coleguinha vier ainda me falar de “furo”, eu saco o meu revólver (Brincadeira, não tenho, mas, se tivesse, sacaria).

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários