Natal
TJRN determina que Governo e Prefeitura se manifestem sobre 'lockdown' em 48h
Publicado: 19:56:00 - 13/05/2020 Atualizado: 20:17:19 - 13/05/2020
O Tribunal de Justiça do RN deu 48h para que o Governo do Rio Grande do Norte e o Município do Natal se manifestem sobre solicitação que pede o lockdown, como medida de distanciamento social. A ação civil foi feita pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN).


Adriano Abreu



Leia Mais

O documento pede que o estado determine a 'quarentena total' pelo prazo inicial de 15 dias, a partir desta quarta-feira, 13. O lockdown, ou isolamento total,  é uma medida mais rígida recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para reduzir o avanço da curva de contágio da doença, quando o sistema de saúde começa a demonstrar incapacidade de atender à população infectada.
 
Para o Sindsaúde, o Estado já se encontra em colapso no sistema de saúde. "É nítido que o aumento de casos está relacionado ao relaxamento do isolamento social. Para evitar mais mortes não há outra medida no momento que não seja a paralisação imediata de todos os setores não essenciais. Sem uma quarentena de verdade, vai ocorrer um genocídio", declarou Flávio Gomes, diretor do Sindsaúde RN.

Atualmente, o Rio Grande do Norte tem 2.365 casos confirmados e 101 óbitos decorrentes da covid-19. Na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) afirmou que não havia planos concretos para o decreto de lockdown no estado. O Comitê Científico do Consórcio Nordeste recomendou que o isolamento rígido seja decretado caso a taxa de ocupação dos leitos que tratam pacientes de covid-19 chegue a 80%.


Veja documento:










Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte