Três motivos para ir ao teatro

Publicação: 2019-04-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Yuno Silva
Repórter

O poder do teatro em reverberar reflexões para além do mero entretenimento será exercitado de forma intensa nos palcos de Natal. Seja adulto ou infantil, os espetáculos em cartaz este fim de semana na cidade permeiam temas como consciência ambiental e poluição, amizade, intolerância e política, tecnologia, violência e os excessos da vida moderna. A programação cênica movimenta quatro palcos da capital do Rio Grande do Norte: Teatro Riachuelo, Casa da Ribeira, Teatro de Cultura Popular Chico Daniel no Tirol, e o Barracão Clows que se despede do bairro de Nova Descoberta no final deste mês.

Na peça, um jovem executivo atropela um senhor e é condenado por negligência. Sua pena é fazer serviços comunitários para a vítima
Na peça, um jovem executivo atropela um senhor e é condenado por negligência. Sua pena é fazer serviços comunitários para a vítima

O ator Sérgio Mamberti protagoniza “Visitando o Sr. Green”, no Riachuelo, que conta a história de um velho e solitário judeu ortodoxo que se envolve em uma acidente de trânsito e quase é atropelado por um jovem executivo nas ruas de Nova York. Acusado de negligência, o jovem é condenado a prestar serviço comunitário junto à vítima uma vez por semana. O enredo revela situações inusitadas, que transitam entre traços de fino humor e profunda emoção, e apresenta pouco a pouco a personalidade de cada um. Suas realizações e suas frustrações acabam por constituir a trama central da peça através da riqueza da narrativa e dos instigantes diálogos criados pelo autor norte-americano Jeff Baron.

“É um personagem marcante na minha carreira. O espetáculo fala sobre intolerância, principalmente religiosa, também abordamos outros temas como homossexualidade. A plateia ri e se emociona muito. É uma grande oportunidade para refletir, sobretudo nesse momento atual: o grau de intolerância está muito exacerbado e o teatro faz as pessoas participarem ativamente”, disse o ator Sérgio Mamberti por telefone à reportagem do caderno FIM DE SEMANA.

Mamberti, que está completando 63 anos de carreira e 80 anos de idade, divide o palco com o ator Ricardo Gelli. “O Ricardo é um ótimo ator, experiente, foi indicado à diversos prêmios, mas por não ser ator de TV não é conhecido do grande público. Tenho certeza que vão o público de Natal vai se surpreender e se encantar com o trabalho dele. No começo temos uma relação meio tumultuada, mas logo nos entendemos”, acrescentou.

Sérgio Mamberti conhece bastante o RN: rodou o filme “O homem que desafiou o diabo” (2007) na região do Seridó potiguar, circulou bastante pelo litoral em momentos de lazer, e participou de diversas atividades do Ministério da Cultura pelo Estado. “Já passei carnaval aí, sou amante das praias, e convido todos a vir refletir, rir e se emocionar”.

Quatro anos em cartaz
O texto de Jeff Baron já foi montado em mais de 60 países, e se tornou um grande sucesso de público no Brasil entre 1998 e 2003 com Paulo Autran no papel principal. Sérgio Mamberti disse que não conseguiu assistir na época, mas soube da trajetória bem sucedida e elogiada. “Em 2013 recebi o convite do antigo produtor para remontar o Sr. Green, mas estava muito envolvido no Ministério da Cultura e acabou não acontecendo”. O produtor preferiu esperar.

O espetáculo está em cartaz há quatro anos, acumula mais de 100 mil espectadores e 220 apresentações.

Serviço
“Visitando o Sr. Green”, com Sérgio Mamberti e Ricardo Gelli, no Teatro Riachuelo essa sexta-feira (12), às 21h. Ingressos: de R$ 80 a R$ 140 (valor inteiro)











continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários