Travesti potiguar é preso em São Paulo por suspeita de participar de roubo de cargas

Publicação: 2010-05-05 12:01:00 | Comentários: 1
A+ A-
Fred Carvalho - Editor

A Polícia Civil de São Paulo prendeu um travesti potiguar apontado como carcereiro de uma quadrilha especializada em roubo de cargas. Julimar Ferreira da Silva, de 36 anos, foi detido na noite de domingo (2) no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, no momento em que iria embarcar para Natal.

Bianca Shavallys, como é conhecido em São Paulo, era responsável por manter reféns motoristas de caminhões enquanto a carga do veículo era roubada na zona Norte de São Paulo. A prisão ocorreu no domingo, mas a informação foi divulgada apenas na tarde desta terça-feira (4).

"Conseguimos localizar o Julimar no momento em que se preparava para embarcar para Natal. Ele iria visitar a mãe, que justamente nesta quarta-feira (5) está fazendo aniversário", contou à reportagem do TN Online o investigador Miguel Santos, do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

O policial paulista disse que a grande dificuldade da equipe foi localizar Julimar, uma vez que as vítimas diziam ser uma mulher e as investigações indicavam um homem.

Julimar Silva é natural de Almino Afonso. O policial Miguel Santos disse ainda que o potiguar iria passar um mês no Rio Grande do Norte, uma vez que já havia comprado passagem de volta.

"Ele é potiguar, mas vive aqui em São Paulo faz muitos anos. O Julimar não tem carteira assinada e sobrevive de programas e crimes", relatou Miguel Santos.

Pelo menos seis ocorrências relatam a participação de uma mulher morena e forte nos roubos de cargas, em seis meses. O travesti foi reconhecido por três motoristas. Os casos aconteceram nos meses de outubro e novembro do ano passado e fevereiro deste ano, nos bairros de Vila Nova Cachoeirinha, Limão e Parque Novo Mundo, na zona Norte.

O potiguar recebia R$ 500 para vigiar as vítimas, enquanto a carga era roubada dos veículos. Julimar Ferreira da Silva foi autuado por assalto, cárcere privado e formação de quadrilha.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários

  • mateus_natal

    Não bastasse os que já tem, o RN ainda exporta sem-vergonhice... Deuzmilivri!