Trilhando um caminho

Publicação: 2017-12-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Uma mistura de trabalho com diversão. É assim que Érico Brás enxerga seu dia a dia no elenco do “Zorra, da Globo. No humorístico desde a estreia, o ator valoriza o texto crítico e inteligente que permeia o programa. Além disso, o foco na comédia de situação deixa cada edição mais próxima da atualidade. “O meu desempenho, espero eu, está sendo bacana. Estou conseguindo me divertir fazendo os esquetes porque são um outro nível de comédia, a inteligente. Por isso, acho que tenho me saído bem”, afirma. Na tevê desde 2008, quando estreou em “Ó Paí, Ó”, Érico evitou surpresas ao longo da carreira. E sempre manteve um bom planejamento de seus desejos e aspirações dentro do universo artístico. “Sou um ator que tenho uma programação de carreira e sei exatamente que tipos quero fazer. Até aqui tenho cumprido, com bastante atenção nas oportunidades, o meu planejamento de carreira”, valoriza ele, que ganhou repercussão entre o público ao participar da série “Tapas & Beijos”, em que viveu o simpático Jurandir. Após uma positiva experiência com a música no “Popstar”, o ator quer cada vez mais explorar as diferentes áreas que a tevê oferece. “Tenho vontade de apresentar um programa porque acho que precisamos dar uma diversificada e porque sinto que farei bem. Além disso, sinto falta ainda de papéis com mais peso na minha carreira”, planeja.

Érico Brás faz parte do elenco que compõe ''Zorra'', da Globo
Érico Brás faz parte do elenco que compõe ''Zorra'', da Globo

Batendo recordes
A média semanal de “O Outro Lado do Paraíso” atingiu 36 pontos de audiência e 52% de participação, conquistando recorde semanal de audiência e participação. A produção ficou 5 pontos acima do recorde semanal anterior do folhetim, que foi de 31 pontos, na semana de estreia.

Aquecendo as turbinas
A equipe de “Orgulho & Paixão”, próxima novela das seis, deu início às primeiras gravações. Os trabalhos acontecem em Valença, interior do Rio de Janeiro, e contam com as participações de Vera Holtz, Bruna Griphao, Marcos Pitombo, Anaju Dorigon e Agatha Moreira. O folhetim, que irá substituir “Tempo de Amar”, tem estreia prevista para o primeiro semestre do ano que vem.

Gravações internacionais
O trio de protagonistas de “Apocalipse” viajou para Nova Iorque, nos Estados Unidos, para mais gravações do folhetim. Os trabalhos contam com Igor Rickli, Juliana Knust e Sérgio Marone, que interpretam Benjamin, Zoe e Ricardo, respectivamente. Parte da trama de Vívian de Oliveira se passa na famosa cidade americana.

Parabéns para você
O Canal OFF celebra, na próxima sexta, dia 8, seis anos no ar. Para celebrar a data, o público poderá acompanhar uma programação especial de seis horas de duração com documentários, filmes e séries nacionais inéditas. Entre os destaques está o lançamento no Brasil do filme “Proximity”, do aclamado diretor Taylor Steele. A produção reúne duplas formadas por lendas do surfe e alguns dos mais progressistas surfistas da atualidade - Kelly Slater & John John Florence, Dave Rastovich & Stephanie Gilmore, Shane Dorian & Albee Layer, Rob Machado & Craig Anderson.

Foi bem
Para as diversas facetas de Marcos Caruso na tevê. No ar em “Pega Pega” e “Filhos da Pátria”, o ator consegue encarar tipos totalmente diferentes nas produções, mostrando um trabalho minucioso de composição.

Foi mal  
A edição sem lógica de “A Fazenda – Nova Chance”. Entre os diversos erros, o “reality show” insiste em exibir imagens de participantes que já foram eliminados da competição.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários