Trovas sentimentais

Publicação: 2017-10-01 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A voz potente e empostada é herança da velha guarda dos cantores seresteiros. Mas, no caso de Altemar Dutra Jr., é também uma lição ouvida e aprendida com seu pai, Altemar Dutra, ícone da canção boêmia que é devidamente homenageado no show “Sentimental nós somos”, que será apresentado no próximo dia 28 de outubro no Teatro Riachuelo. A apresentação é baseada no CD de mesmo nome, um tributo à lembrança dos 30 anos da morte do eterno trovador.

“Sentimental nós somos” é um registro histórico e celebração do que há de melhor na seresta, bolero e canção de todos os tempos. Altemar Jr. selecionou algumas das canções que melhor retratam a obra de seu pai. Entre elas estão “Tudo de mim”, “Sentimental demais”, “Velha foto”, “Contigo aprendi”, “Oferenda”, “Brigas”, “A partida”, “Um dos dois”, “Que queres tu de mim?”, “Rosário de esperança”, “Serenata da chuva”, e “Creio em ti (I believe)”. Boa parte das composições são de Evaldo Gouveia e Jair Amorim.

A música fazia parte da vida de Altemar Júnior desde o seu nascimento. Além do pai, a mãe também é cantora, Martha Mendonça. Mas antes de seguir carreira nos palcos, o cantor paulista fez outras atividades: já foi lutador de kickboxing, e também campeão brasileiro e sul americano da modalidade. No entanto, desde 1995 decidiu soltar o vozeirão – que muitos acham extremamente similar ao do pai – e seguir carreira como cantor de boleros e serestas de inspiração paterna.

Altemar Dutra Jr se considera um seresteiro, mas empresta sua voz para muitos gêneros, sejam boleros em espanhol ou os grandes standards da música americana. Ele mostra sua versatilidade nas canções românticas, nos sambas e nos xotes, mas tem um carinho especial pelo carnaval tradicional e suas marchinhas. O primeiro álbum do cantor foi “Transparente”, lançado em 1997. Em seguida veio “Agora eu sei”, de 2000.

O pai e inspirador maior de Altemar Júnior, teve uma meteórica porém marcante carreira. Altemar Dutra, o pai, começou como crooner em boates e casas de espetáculos. Por volta de 1963, foi levado por Jair Amorim para o programa Boleros Dentro da Noite, na Rádio Mundial, e no mesmo ano Joãozinho, do Trio Irakitan, levou-o para a Odeon, onde foi contratado. Logo atingiu os primeiros lugares nas paradas de sucesso com Tudo de mim (Evaldo Gouveia e Jair Amorim), tornando-se conhecido em todo o Brasil.

Com suas versões em espanhol, chegou a vender mais de 500 mil cópias na América Latina. Depois de ter dominado as paradas de sucesso locais, a partir de 1969 passou a conquistar fãs de origem latina nos Estados Unidos.

Serviço
Altemar Dutra Jr. - Sentimental Nós Somos. Dia 28 de outubro, no Teatro Riachuelo. Assinante da TN tem 50% de desconto em até dois ingressos.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários