UFRN aborda em sala de aula a importância da EaD de robótica

Publicação: 2018-10-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Com a proposta de democratizar e disseminar o ensino da robótica no país, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu, pela primeira vez, a disciplina de Robótica Educacional. A turma, que visa ser a nova disseminadora da metodologia no Estado, faz parte do Programa de Pós-graduação em Inovação e Tecnologia Educacional da UFRN, ministrada no Instituto Metrópole Digital (IMD). Em sala de aula foi utilizado o primeiro sistema de Educação a Distância (EaD) do segmento no Brasil, o Roboeduc Inbox, produzido pela empresa potiguar Roboeduc.

Alunos de mestrado estudam a importância da robótica educacional
Alunos de mestrado estudam a importância da robótica educacional

“Quando pensavam na ciência da robótica, interligavam a uma ciência mais dura, mais exata, mais cartesiana e não vislumbravam a uma aplicação mais próxima, como no contexto educacional”. Essa é a visão da pedagoga, Doutora em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da UFRN, Akynara Aglaé Burlamaqui. À frente da disciplina, ela vê que o uso da tecnologia dentro do corpo docente trará diversos benefícios à instituição, principalmente quando se vislumbra a possibilidade da desmistificação e democratização do ensino. “Na pós, temos alunos não apenas da área de exatas, mas de diversas áreas. Trabalhar esse contexto tecnológico e atual, faz com que todos percebam a potencialidade pedagógica da robótica educacional dentro dos diversos níveis de ensino”, analisa.

Além de Akynara, o curso também é ministrado pelo Doutor em Engenharia da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Aquiles Burlamaqui. Segundo ele, os benefícios da Robótica Educacional capacitam as pessoas para a indústria 4.0, que engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura. “Com essa ferramenta tecnológica temos a possibilidade de aprender fazendo. Pode-se trabalhar a programação, montagem, eletrônica, prototipagem e trabalho em equipe, habilidades que não devem mais se restringir somente ao profissional de computação”, explica.

Outro fator que chama a atenção é o custo benefício do kit Roboeduc Inbox. Aquiles destaca que o produto proporciona a real democratização do ensino tecnológico, pois pelo baixo preço, contempla todas as classes sociais e, assim, torna-se acessível a todos os lugares do Brasil.

Um dos discentes presentes na primeira aula EaD de Robótica Educacional na Universidade, Marcelo Bezerra, é pedagogo e especialista em Docência no Ensino Superior, além mestrando em Educação pela UFRN, com objeto de pesquisa em Robótica Educacional. Ele compartilha sua experiência referente a chegada da metodologia no IMD. “Acredito que foi um grande marco e, como consequência dos conhecimentos adquiridos até o momento, a interdisciplinaridade da aplicação da metodologia proporcionará diversos avanços socioeducacionais”, comenta.

Roboeduc Inbox
Composto por quatro oficinas, cada box aborda subtemas da temática principal. Os kits do Roboeduc Inbox incluem aulas virtuais e boxes com peças fabricadas em impressoras 3D. Ao todo, são 16 oficinas, incluindo 16 práticas e 4 desafios no total, sendo cada oficina composta por diversas aulas.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários