Um diário político

Publicação: 2012-03-28 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os jornais lá de baixo, no eixo São Paulo-Rio-Brasília, noticiam que o DEM já admite a possibilidade de expulsão do senador Demóstenes Torres, seu líder no Senado. As conversas, a amizade e a troca de favores com Carlos Cachoeira, famoso empresário de jogos proibidos, cujo prestígio no meio político acontece derna dos tempos de José Dirceu, um dos príncipes do PT. Carlos Cachoeira está preso em Mossoró, recolhido à primeira classe do Presídio Federal de Segurança Máxima, plantado nos arredores da grande cidade que resistiu heroicamente a Lampião. No meio da tarde de ontem Demóstenes licenciou-se da liderança do DEM.

Noutra matéria sobre o mesmo assunto, que li na internet, destaco este trecho: “O futuro senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás, depende da abertura de ação da Procuradoria-Geral da República em relação ao envolvimento dele com o empresário de jogos Carlos Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo, no mês passado. Se o procurador-geral, Roberto Gurgel, pedir abertura de inquérito para investigar o senador, a cúpula do DEM analisará o que fazer. Entre as hipóteses está até a saída dele da sigla”.

Mais adiante o senador José Agripino, presidente nacional do DEM, é ouvido e fala:

“Esta semana tem de ter definições. Impõem-se essa necessidade. A Procuradoria-Geral da República, neste momento, é a instituição chave para o esclarecimento dos fatos. É a figura mais importante. Ele tem as informações que precisam ser colocadas a público” – disse o senador José Agripino, que acrescentou: “Se o procurador pedir a abertura de inquérito é ruim, complica a situação de Demóstenes, mas acho cedo falar em expulsão.”

Já em São Paulo, o ex-ministro Ciro Gomes, da fina flor do PSB, avaliou que o tucano José Serra é franco favorito na eleição para prefeito da capital paulista. A opinião de Ciro está registrada no blogue de Josias de Souza, que lembra ser o ex-ministro “o desafeto número um de Serra”. Josias anotou:

- Ciro expôs a opinião num encontro reservado a caciquia do seu partido, o PSB. Na véspera da reunião que manteve com Lula, no domingo, Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente do PSB federal, voou para Fortaleza. Acompanhado de Márcio França, presidente do PSB de São Paulo, Eduardo reuniu-se com Ciro e com o irmão dele, o governador cearense Cid Gomes.

O que me chamou mais atenção na coluna do Josias é que a política do Rio Grande do Norte pode entrar nessa engrenagem paulista. O PSB exige uma recompensa para apoiar a candidatura petista de Fernando Haddad, apadrinhada por Lula. Eduardo Campos teria levado para Lula uma lista de contrapartidas:

“Em troca do apoio a Haddad, o PSB cobra a generosidade do PT noutras praças. Entre elas três capitais: “Macapá (AP), João Pessoa (PB) e Mossoró (RN)”.

Sim, minha gente, no texto de Josias, Mossoró aparece como a capital do Rio Grande do Norte. Bom, fico na dúvida: O equívoco é do analista político ou da geografia do PSB de Ciro Gomes e de Eduardo Campos?

Ou os três estão certos? Pelo cenário que se vê por estas bandas, Mossoró tá com jeito, sim, de capital. Rio Grande do Norte, capital Mossoró!

Detalhe: o PSB de Mossoró é o da deputada Sandra  Rosado.

Henrique

Na agenda política de Brasília, tem hoje o discurso anunciado pelo deputado Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB na Câmara: “Vou defender a minha bancada, meu partido, a atividade parlamentar, o Poder Legislativo. Alguem tem que falar, estou no meu 11º mandato, 42 anos de Legislativo, sei o que é a atividade parlamentar. Não é correto transformar o Congresso em símbolo do fisiologismo.

No Perigo Iminente

Nos meios literários, artísticos e coisas afins, o frisson de hoje fica por conta do lançamento da revista-almanaque Perigo Iminente, invenção do poeta Adriano de Souza, a partir das 18 horas no Solar Bela Vista. Lá estarão, certamente que sim, canguleiros, xárias e visitantes de todos os outros becos.

Lula e FHC

Capa em todos os jornais, confiro na internet: Fernando Henrique Cardoso visitou Lula, ontem, no Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. Uma conversa que durou 50 minutos. Lula foi ao hospital para fazer uma sessão de fonoaudiologia. Os dois ex-presidentes pousaram rindo para os fotógrafos.

Livro

Amanhã, na sede da OAB (antiga Ladeira da Junqueira Aires, hoje avenida Câmara Cascudo) tem o lançamento do livro Meio Ambiente e Moradia – Direitos fundamentais e espaços especiais da Cidade, de Marise Costa de Souza Duarte, a partir das 19 horas.

Antes dos autógrafos, o professor Edésio Fernandes fará uma palestra sobre “A nova Ordem Urbanística e partir da Constituição Federal e do Estatuto da Cidade”.

João Natal

Sexta-feira, 30, coisa das 18 horas, na Potylivros do Praia Shopping, caminhos de Ponta Negra, tem a abertura da exposição do artista plástico João Natal: “Azul sobre azul: P.Á.S.S.A.R.O.S.”

Poesia

No sábado, será a vez da Potylivros bancar o seu Sarau Poético. Têm os cordelistas da Cultura Popular, mais o Jadson Lima, poeta humorístico e a Banda Guitarra Medieval. Comecinho da noite.

Chuva

Pouca chuva no Rio Grande do Norte, de segunda para terça-feira: Pau dos Ferros, 20 milímetros, Florânia, 16, Ceará-Mirim, 13, Rafael Fernandes, 10, Parnamirim, 5,7, Jucurutu, 4,6.

No Ceará chove muito. Em Fortaleza choveu 197 milímetros. Em São Gonçalo do Amarante, no Litoral do Pecém,113; Iguatú (Sertão Central), 93, Lavras da Mangabeira, no Cariri, 71. Chuva em 75 municípios, todas as regiões do Estado.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários