Quadrantes
Um ramalhete em homenagem a Augusto Severo
Publicado: 00:00:00 - 14/11/2021 Atualizado: 18:36:22 - 12/11/2021
Gustavo Sobral e André Felipe Pignataro
[SócioS do IHGRN ]

Atirado do ar sobre a estátua de Augusto Severo, na praça de mesmo nome, Ribeira, em Natal, pelo dirigível Graff Zeppelin que sobrevoou a cidade em 28 de maio de 1930, o que restou do ramalhete de flores está no museu do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte para quem quiser ver.  Uma doação de Álvaro Rocha.

Paulo Pinheiro Viveiros, em História da aviação no Rio Grande do Norte, escreveu: “Eram 13 horas e 56 minutos do dia 28 de maio de 1930, quando de Natal se avistou a nave, voando muito longe. Ao alcançar a cidade, um Laté 25 acompanhou-a durante as manobras que aqui efetuou; rumando ao lado Norte da capital potiguar, o balão descreveu um círculo e permaneceu por doze minutos em evoluções; baixou sobre a estátua de Augusto Severo e deixou cair um ramalhete de flores naturais com a seguinte inscrição: ‘Homenagem da Alemanha ao Brasil, na pessoa do seu filho Augusto Severo’. O troféu caiu no jardim da residência da sra. Inez Barreto, hoje Colégio Salesiano, perto da estátua e foi apanhado pelo jovem Luciano Barreto, sobrinho segundo de Severo; sua genitora levou-o à estátua”.

É sabido que o dirigível sobrevoou por duas vezes a Praça Augusto Severo. Uma em 1930; outra, em 1933. Na primeira passagem, jogou coroas de flores e, na segunda, o tal ramalhete de flores. Ambos em homenagem a Severo.

Augusto Severo nasceu em Macaíba, Rio Grande do Norte, em 1864 e era irmão de Pedro Velho, o pai da República no Estado. Escreveu para A República, jornal do qual foi gerente. Fazia as contas das despesas de papel e tinta e era responsável por pagar os empregados, que recebiam aos sábados. Em 1890, aparece professor do Atheneu em Natal. Não passou dois anos, saiu deputado estadual. Não passou mais um ano, e foi deputado federal no Rio de Janeiro. Nesse meio tempo, inventou o Potiguarânia, um balão dirigível, prenúncio do que seria a sua próxima invenção: o balão Pax. 

Em 1902, já na Europa, Augusto Severo sobrevoou com o Pax os céus de Paris, mas um grave acidente vitimou-o, a ele e ao mecânico Sachet. Comoção geral e o Instituto presta condolências à família, considerando o seu ato heroico um progresso para a ciência.



Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte