Unidade é considerada ‘completa e integrada’

Publicação: 2016-06-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A estrutura  industrial de refinaria unificada, em Guamaré, atua no processamento de gás - o gás bruto é processado e transformado em produtos derivados, inclusive gasolina leve, GLP de Gás – e para o processamento de [óleo cru e que gera QAV (Querosene de Aviação), gasolina, diesel, óleo combustível e GLP.

“A Clara Camarão é uma refinaria completa e integrada. Acho que é possível reverter [a mudança] com uma mobilização. Ninguém quer que aconteça isso. O Estado deu benefícios fiscais a essa refinaria. A Petrobras tem uma dívida”, lembra o membro do Conselho Fiscal do Sindicato das Empresas do Setor de Petróleo, Gás e Combustíveis do RN (Sipetro/RN), Jean-Paul Prates.

Nos últimos anos, houve expansão na capacidade da refinaria de cada frente de produção, inclusive um esforço para propiciar um QAV mais barato com a demanda do novo aeroporto.

O combustível de aviação já tinha preço mais acessível, devido à logística mais próxima e portanto um frete mais em conta.

“Ainda assim, estavam concebendo uma forma de fazer o produto ficar mais barato com a expansão e a capacidade para suprir não  apenas o Aeroporto Aluízio Alves, seja com ou sem o Hub da Latam”, disse. Hoje o  querosene de aviação, produzido na Clara Camarão, atende também Teresina (PI), Fortaleza (CE) e Campina Grande (PB).

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários