Cookie Consent
Natal
UPAs de Natal operam com capacidade 220% acima da projetada para a covid
Publicado: 00:00:00 - 10/06/2020 Atualizado: 22:26:38 - 09/06/2020
Ícaro Carvalho
Repórter

As quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Natal estão superlotadas. A informação consta num balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nesta terça-feira, 9. As UPAs da Cidade da Esperança, na zona Oeste, e de Pajuçara, na zona Norte, têm ocupação 220% acima da capacidade para os casos de covid-19. A UPA Potengi opera 160% acima da capacidade oficial  e a UPA de Cidade Satélite, na zona Sul, trabalha com 90% da ocupação dos leitos. Só em maio, segundo a SMS Natal, essas unidades atenderam pouco mais de 800 pessoas de outras cidades do RN.

Adriano Abreu
UPA do Pajuçara estava lotada de pacientes nesta terça-feira, 9

UPA do Pajuçara estava lotada de pacientes nesta terça-feira, 9



Segundo a pasta, a UPA da Cidade da Esperança absorveu a maior parte desses atendimentos, com 351 registros. Em seguida, vem a UPA do Pajuçara, com 268. As UPAs de Cidade Satélite e do Potengi, atenderam 158 e 49 pacientes, respectivamente,  provenientes de outras cidades.

A secretária adjunta de saúde de Natal, Rayane Araújo, atestou o problema e disse que a capital vem atendendo pacientes, principalmente, de cidades da região metropolitana. “Nossas UPAs estão lotadas não só de munícipes de Natal. Hoje temos pacientes de outros municípios que precisam de leito de UTI nas nossas UPAs”, disse. 

“Muitas vezes os entes dos pacientes dizem que está faltando oxigênio, mas não está faltando em nenhuma rede. O que chega a faltar é ponto de oxigênio. Em alguns momentos chega a faltar esses pontos porque nossa capacidade está acima de 100%”, comentou. Ela declarou que a saúde municipal não está em vias de colapso, mas cobra assistência do Governo do Estado. “A gente precisa do apoio do Governo, que ele abra mais leitos de UTI ou abra o hospital de campanha dele para tentar desafogar”, destacou.

O Governo do Estado disse que pretende abrir 25 leitos de UTI e 10 clínicos no Hospital João Machado, em Natal, além de 10 leitos de UTI e 5 clínicos no Hospital Regional Alfredo Mesquita, em Macaíba. Há ainda a previsão de expansão de outros 20 leitos críticos na Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, e que o Governo está “buscando contribuir para a instalação”. O Governo disse ainda que auxiliou a Prefeitura dO Natal com empréstimo de 40 monitores, 11 respiradores e 30 bombas de infusão, além de outros insumos.

Com previsão de um Hospital de Campanha em São Gonçalo do Amarante desde abril, o Governo disse que pretende focar inicialmente “na implantação de 10 leitos no Hospital Belarmina Monte, que já está com estrutura de tanque de gases. Em relação ao Hospital de Campanha desse município, buscaremos a viabilização desses leitos, assim que for finalizada a instalação no Belarmina”. 

Profissionais
A falta de profissionais de saúde tem sido um dos fatores que inviabilizam a abertura de leitos nos hospitais públicos de Natal. Segundo a SMS Natal há insumos disponíveis para abertura de leitos de UTI no Hospital Municipal Dr Newton Azevedo, em Petrópolis, que devem ser abertos com a convocação de 134 profissionais de saúde nesta terça, 9. Após isso, há uma expectativa para abertura de 9 leitos de UTI no hospital municipal, mas a SMS não definiu prazos.

De acordo com Rayane Araújo, à medida que os profissionais forem se apresentando, eles serão encaminhados para as unidades de saúde do município. “Temos muitos profissionais adoecendo e se afastando. Hoje fizemos uma nova chamada do processo para completar esse pessoal para termos condições de abrir os demais leitos”, disse. Foram convocados 27 enfermeiros, 28 fisioterapeutas e 79 técnicos de enfermagem.

O quadro de lotação também é visto na ala de UTI do Hospital Municipal Dr Newton Azevedo, em Petrópolis. São 12 leitos, todos ocupados. Há ainda 17 pacientes em leitos de Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), de um total de 29. No Hospital de Campanha de Natal, segundo balanço da SMS, são 57 pacientes internados nas enfermarias e 12 usuários na UTI.





Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte