Urbanização do Maruim será iniciada

Publicação: 2018-06-05 00:14:00 | Comentários: 0
A+ A-
Yuno Silva
Repórter

A Prefeitura de Natal planeja retomar, ainda esta semana, o serviço de demolição dos imóveis que ainda estão de pé na comunidade do Maruim, Rocas, zona Leste da cidade. De acordo com Carlson Gomes, secretário Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe), o prefeito Álvaro Dias deve assinar “nos próximos dias” a ordem de serviço para reiniciar as obras de urbanização da área. O projeto prevê a construção de um centro comercial com 34 boxes e de um local para descasque de camarão, mais a recuperação da Praça do Pôr do Sol no Canto do Mangue. As obras estão orçadas em R$ 3,5 milhões, e o prazo para conclusão é de seis meses após o início dos trabalhos.

Imóveis ainda existentes na área de quase 7,5 mil metros quadrados, que será urbanizada pela prefeitura, serão demolidos nos próximos dias, segundo a Seharpe
Imóveis ainda existentes na área de quase 7,5 mil metros quadrados, que será urbanizada pela prefeitura, serão demolidos nos próximos dias, segundo a Seharpe

A retomada dos serviços de urbanização do Maruim se dá quase dois anos depois da inauguração do residencial São Pedro, que recebeu os antigos moradores da comunidade. Dos 15 mil metros quadrados da área, 7,5 mil m² serão incorporados pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) para ampliação do Porto de Natal.

O projeto será executado em três etapas, para possibilitar a acomodação de pessoas e comerciantes que ainda estão no Maruim e não foram realocadas.

O projeto prevê a construção, na área do Maruim (foto acima), de um centro comercial com 34 boxes e de um local para descasque de camarão.
O projeto prevê a construção, na área do Maruim (foto acima), de um centro comercial com 34 boxes e de um local para descasque de camarão.

O assunto voltou à tona com a publicação de um crédito suplementar no valor de R$ 450 mil, na edição do dia 31 de maio do Diário Oficial do Município, para “reforço de dotação orçamentária” da Seharpe. “Esse valor foi remanejado (do Tesouro Municipal) para complementar os R$ 750 mil de contrapartida que cabem à Prefeitura, conforme previsto no convênio firmado com o Ministério das Cidades”, explicou Carlson Gomes.

Praça do Pôr do Sol no Canto do Mangue também será urbanizada
Praça do Pôr do Sol no Canto do Mangue também será urbanizada

O titular da pasta de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes informou que os boxes do centro comercial (batizado de Mercado da Pesca) serão repassados aos comerciantes que residiam na comunidade do Maruim e para quem trabalha no Canto do Mangue: “Toda aquela área onde hoje funciona o Canto do Mangue também será demolida. Vamos recuperar a praça e criar uma área de estacionamento para atender o centro comercial”.

Imóveis que funcionam no Canto do Mangue serão demolidos
Imóveis que funcionam no Canto do Mangue serão demolidos

Carlson Gomes também adiantou que a central para descasque de camarão irá incorporar mão de obra dos antigos moradores do Maruim. “Todos que desenvolviam alguma atividade comercial no Maruim serão contemplados pelo centro comercial”, garantiu o secretário municipal.

Números
R$ 3,5
milhões é o orçamento total do projeto proposto pela Prefeitura de Natal para urbanização da área onde se localizava a antiga comunidade do Maruim, nas Rocas;

R$ 750 mil é o valor da contrapartida do Município frente ao convênio firmado com o Ministério das Cidadesa ;

6 meses
Tempo previsto para execução da obra de reurbanização no Maruim;

15 mil m²
Área total ocupada pela antiga comunidade do Maruim, sendo que metade (7,5 mil m²) será cedida à Codern para ampliação do Porto de Natal


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários