Natal
Vídeo: Casal LGBT registra caso de homofobia em shopping de Natal: 'Roubaram nossa liberdade'
Publicado: 15:18:00 - 03/12/2021 Atualizado: 15:26:59 - 03/12/2021
Um jovem de 24 anos denunciou nesta quinta-feira (2), em suas redes sociais, um caso de homofobia em um shopping da zona Sul de Natal. Ele registrou, através de seu celular, o momento em que um homem se aproximou dele e do seu namorado e "sugeriu" que eles se afastassem. No vídeo, é possível ver o homem, visivelmente incomodado, mandar o casal "sarrar em casa" e deixar o local. Em nota, o estabelecimento afirmou repudiar "qualquer forma de preconceito". O casal revelou estar abalado após o episódio.

Reprodução
Homem foi filmado enquanto pedia aos jovens para que não se esfregassem

Homem foi filmado enquanto pedia aos jovens para que não se esfregassem


O vídeo, publicado por Felipe (que não quis ter seu sobrenome revelado por ainda "se sentir ameaçado") em uma rede social e já tinha sido reproduzido 96 mil vezes até o fechamento da reportagem. O jovem revelou à TRIBUNA DO NORTE que não notou o homem olhando pra ele antes do que ele classificou como ataque e disse que estava tirando fotos do momento no momento que o homem se aproximou, usando o celular para iniciar a filmagem. 

"Gravei e perguntei o que ele queria. Me senti invadido e postei porque acredito que as pessoas precisam entender que LGBTQIAPfobia é real e pode acontecer do lado da gente", afirmou o jovem, ainda muito abalado pelo o que aconteceu. "E eu meu namorado, estamos abalados emocionalmente, ainda estamos digerindo tudo isso. Não é um situação corriqueira nem na minha vida nem na dele, se sentimos assaltados, roubaram nossa liberdade de expressar nosso afeto".

Vídeo
A filmagem já começa com o homem se aproximando de Felipe e seu parceiro, sugerindo que eles fossem pra outro lugar. "Leve a mal não, vamo parar? Vão sarrar em casa, rapaz! (sic)". De acordo com o homem, o casal estava "se esfregando um no outro", o que o incomodou e o fez se aproximar. "Minha família toda está ali". 

Nesse momento, uma mulher se aproxima e questiona o homem: "O senhor tem alguma coisa a ver com isso?". Ele rebate dizendo que é "uma queixa pessoal" e argumenta mais uma vez, dizendo que eles estão "se esfregando há uma hora", continuando a demonstrar sua insatisfação. A mulher segue conversando com o homem e questiona. "O senhor sabe que LGBTfobia é crime?". Após a pergunta, o homem fala algo inaudível e se afasta. Em nota, o Natal Shopping afirma que "repudia qualquer forma de preconceito em suas dependências" e destacou iniciativas tomadas para mitigar "qualquer forma de preconceito".

Após a publicação do vídeo, o jovem relatou o que sentiu em uma rede social: "As pessoas ainda acham que dois homens não devem se abraçar em locais públicos, isso é um absurdo", disse Felipe, afirmando desejo de processar o homem do vídeo.


Confira íntegra de nota do Natal Shopping sobre o caso:
O Natal Shopping esclarece que repudia qualquer forma de preconceito em suas dependências e reforça que todas as pessoas são bem-vindas no estabelecimento, independente da orientação sexual ou de gênero.

O shopping reitera ainda que LGBTfobia é crime e que irá entrar em contato com a vítima para dar todo o suporte necessário.

O Natal Shopping informa ainda que possui um Comitê de Diversidade & Inclusão instituído para que sejam desenvolvidas ações efetivas de mitigação de qualquer forma de preconceito, começando por treinamentos sobre inclusão, ministrados por especialistas no assunto, para que todos colaboradores e terceirizados sejam multiplicadores dos valores do grupo.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte