Vacina de Oxford produz resposta imunológica em idosos e jovens, diz AstraZeneca

Publicação: 2020-10-26 11:15:00
O laboratório Astrazeneca, que está desenvolvendo uma das vacinas contra a covid-19, disse que o imunizante teve bons resultados para também idosos. Desenvolvida pela Universidade de Oxford, a vacina, segundo estudo publicado nesta segunda-feira (26), produz resposta imunológica similar em adultos mais velhos e mais jovens e tem reações adversas menores entre os idosos. A vacina, produzida em parceria entre Oxford e a AstraZeneca, está sendo testada no Brasil.
Créditos: EDUARDO MATYSIAK//ESTADÃO CONTEÚDOImunizante produziu uma resposta contra a covid-19 coronavírus em todos os participantesImunizante produziu uma resposta contra a covid-19 coronavírus em todos os participantes

Uma vacina eficaz é vista como divisor de águas na luta contra o novo coronavírus, que já matou mais de 1,1 milhão de pessoas, abalou a economia global e impactou a vida de milhões em todo o mundo.

"É animador ver que as respostas imunológicas foram similares entre adultos mais velhos e mais jovens e que as reações adversas foram menores em adultos mais velhos, que têm maior risco de gravidade da doença", disse um porta-voz da AstraZeneca à agência Reuters. "Esses resultados ajudam a construir a evidência para a segurança e imunogenicidade da AZD1222", disse o porta-voz, ao usar o nome técnico da vacina.

A notícia de que pessoas mais velhas produzem resposta imunológica com a vacina é positiva porque o sistema imunológico enfraquece com a idade e os mais velhos têm maior risco de morrer com a covid-19.

Segundo o The Financial Times, a vacina provoca a produção de anticorpos e células T em idosos. A vacina de Oxford/AstraZeneca deve ser uma das primeiras a ser aprovadas, junto com as da Pfizer e BioNTech.



Leia também: