Cookie Consent
Esportes
VAR atua várias vezes em vitória do Botafogo por 1 a 0
Publicado: 00:00:00 - 05/07/2022 Atualizado: 00:52:53 - 05/07/2022
Sem jogar bem e com muito drama, o Botafogo venceu o Red Bull Bragantino – que teve três gols bem anulados – por 1 a 0 nesta segunda-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, e se recuperou no Campeonato Brasileiro. O Glorioso subiu para a 9ª colocação, com 21 pontos, ficando a três do G-6 e abrindo quatro para a zona de rebaixamento.

Vitor Silva
O Alvinegro venceu com um gol de Vinícius Lopes aproveitando a bola que rebateu na defesa

O Alvinegro venceu com um gol de Vinícius Lopes aproveitando a bola que rebateu na defesa


O duelo começo movimentado, com as duas equipes saindo ao ataque. A primeira finalização do Braga surgiu aos 14 minutos. Hyoran arriscou da entrada da área e a bola explodiu na zaga rival. Na sobra, Aderlan bateu de primeira e a tentativa passou ao lado do gol.

Seis minutos depois, Alerrandro recebeu lançamento de Lucas Evangelista e arriscou de direita, porém Gatito Fernández defendeu em dois tempos. Aos 24 minutos, após cobrança de escanteio de Artur, Alerrandro aproveitou desvio de Lucas Evangelista e cabeceou ao gol, porém Gatito saltou na bola espalmar. 

No segundo tempo, o panorama do jogo não mudou muito, mas o Botafogo conseguiu chegar. Aos 10 minutos, Lucas Fernandes recebeu de Hugo e arriscou o chute, e Cleiton teve de esticar para defender. O Red Bull Bragantino, logo depois, chegou a balançar as redes: Artur recebeu de Sorriso e tocou por cima de Gatito, mas o lance foi anulado por impedimento, graças ao VAR.

Aí saiu o gol do Botafogo, contando com uma pitada de sorte. Aos 18 minutos, Lucas Fernandes cobrou falta da intermediária, a bola ricocheteou na defesa do time da casa e sobrou livre para Vinícius Lopes aproveitar e fazer 1 a 0. Quatro minutos depois, o Red Bull Bragantino marcou de novo, com Natan, mas de novo o VAR foi lá e acusou impedimento.

Nos minutos finais, o time da casa aumentou ainda mais a pressão. Aos 31 minutos, Carlos Eduardo fez fila na defesa e soltou a bomba, e Gatito Fernández fez grande defesa. Depois, aos 36, Léo Ortiz desviou para as redes e marcou mais um gol anulado para o Red Bull Bragantino – desta vez sem a necessidade do VAR.

Atendendo a uma chamada injustificável do VAR Wagner Reway, o árbitro revisou um possível pênalti de Victor Cuesta, mas nada marcou. Nos acréscimos, Daniel Borges quase marcou um gol do meio da rua, aproveitando uma bola mal rebatida pelo goleiro Cleiton. E, depois, Alerrandro quase empatou, de cabeça.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Cuiabá, às 19h (de Brasília), na Arena Pantanal, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte