Cookie Consent
Negócios e Finanças
Varejo segura a queda
Publicado: 00:00:00 - 08/05/2021 Atualizado: 23:08:40 - 07/05/2021
Luiz antônio felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

Com o agravamento da pandemia de Covid-19 no país, as vendas do comércio voltaram a cair levemente -0,5%, depois de um respiro em fevereiro-, no terceiro resultado negativo nos últimos quatro meses, segundo o IBGE. Em relação a março de 2020, houve alta de 2,4%, contra expectativa de queda de 1,7%.  A Confederação Nacional do Comércio (CNC) mantém em 3,3% projeção de crescimento para o varejo após nova queda em março. Hiper e supermercados evitam um estrago ainda maior no volume de vendas do setor, no trimestre.

EFICIÊNCIA 
Movimentando R$ 1,75 trilhão, o Varejo Restrito equivale a 23,6% do PIB brasileiro. O Varejo Ampliado, por sua vez, alcançou R$ 2,04 trilhão em 2020, representando 27,6% do PIB. O varejo vem se mostrando resiliente, eficiente, produtivo e em transformação. Para o Dia das Mães, a Abrasce, associação dos shoppings centers espera alta de 370% em vendas ante 2020.

INFLAÇÃO 
O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), de abril/21, em alta de 2,22%,  ante uma alta de 2,17% no mês anterior, com a aceleração dos preços de algumas commodities elevando a inflação ao produtor, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). Pega diretamente o orçamento doméstico da classe média e dos mais pobres.

PROJEÇÃO
As vendas para o Dia das Mães devem representar R$ 7 bilhões, em compras online, diz a Neotrust, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. O Levantamento aponta que a alta nas cifras deve ser de 21% em relação ao ano passado.  É um número animador.

ENERGIA 
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) reduz a projeção para a carga de energia em maio, mas ainda vê salto ao comparar com 2020. Um indicador de crescimento desse insumo básico ao desenvolvimento do País.

DÍVIDAS E PROJEÇÕES 
A União honrou R$ 477,74 milhões em dívidas de Estados em abril, revela o Tesouro Nacional. Minas Gerais, um dos estados mais endividados do País, liderou a lista de dívidas assumidas pelo Tesouro com R$ 194,48 milhões, seguido pelo Rio de Janeiro (R$ 183,88 milhões) e Goiás (R$ 78,30 milhões). Os governos do Amapá (R$ 16,15 milhões) e Rio Grande do Norte (R$ 4,93 milhões) também deixaram de pagar dívidas garantidas pela União em abril. Nos quatro primeiros meses de 2021, o gasto da União para honrar essas dívidas chegou a R$ 2,522 bilhões.

COTAÇÕES 
A Bolsa fechou em forte alta de +1,77%, a 122.038 pontos. O dólar fechou mais um dia em forte queda de -0,93% a R$ 5,223 e o euro vendido por R$ 6,357 também em queda de -0,11%. O preço do barril de petróleo (WTI) foi negociado por US$ 64,84, alta pequena de +0,20%.

RESTRIÇÕES 
A Abrasel RN espera por um afrouxamento das medidas de aglomeração em bares e restaurantes, demonstrando que a flexibilização é possível, não gera problemas e ajuda fortemente o setor, que precisa pagar salários e fornecedores. Reforça que alguns estabelecimentos ainda não conseguiram pagar a folha de março. 

RESULTADO 
Mais um balanço no azul. O lucro líquido do Banco do Brasil subiu a R$ 4,9 bilhões, alta de 44,7% sobre um ano antes, mas abaixo do lucro do Bradesco e do Itau. O novo presidente do BB, Fausto Ribeiro, diz que vai priorizar a eficiência e desinvestimento em ativos não essenciais. Já a Latam reduz o prejuízo em 79% e tem perda de US$ 430,8 milhões no trimestre.

INTERNET 
Levar internet gratuita a mil municípios brasileiros, como quer o governo, é um passo importante para a concorrência com empresas que cobram caro como a Hughesnet. Muitas delas, com sede até no exterior, estão faturando alto no Brasil por conta dessa ausência do Poder Público.

CONSULTOR 
O advogado potiguar André Macedo, com a formação de Contador e Advogado, atuando como Consultor em Finanças e Auditor Independente, passa a ser sócio da MRD Consulting. A empresa com matriz em São Paulo e escritório em Portugal vai abrir uma unidade em Natal, com achegada de um novo sócio. A parceria já rendeu novos clientes, como a Rio Center.

MUDANÇA 
Em Ponta Negra, o antigo Shopping do Artesanato Potiguar será repaginado e assume uma nova vocação. Passa a oferecer 120 lojas para todos os segmentos de negócios. Contará também com boxes. Uma boa oportunidade para quem quiser empreender com a retomada da economia.











Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.







Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte