Vasco reafirma o interesse na volta do zagueiro Dedé

Publicação: 2020-01-17 00:00:00
A+ A-
O presidente do Vasco, Alexandre Campello, veio a público nesta quinta-feira (16) para esclarecer algumas situações do clube para os torcedores. Em um vídeo publicado pela Vasco TV, o dirigente reafirmou o interesse pelo zagueiro Dedé, do Cruzeiro, e ressaltou que ainda acredita na renovação de contrato com o volante colombiano Fredy Guarín.

Créditos: Carlos MoraisO zagueiro Dedé não renovou seu contrato com o Cruzeiro, que foi rebaixado para a Série BO zagueiro Dedé não renovou seu contrato com o Cruzeiro, que foi rebaixado para a Série B
O zagueiro Dedé não renovou seu contrato com o Cruzeiro, que foi rebaixado para a Série B

Disposto a deixar o Cruzeiro depois do rebaixamento do time à Série B do Campeonato Brasileiro, Dedé foi procurado para retornar ao Vasco, onde foi ídolo antes de jogar em Minas Gerais Campello quer contar com o zagueiro, mas somente dentro das condições atuais do clube.

"A gente sabe qual é o valor do salário do Dedé. Existe uma diferença grande entre o que ele recebia nesse contrato e o que a gente pode pagar. Uma vez que ele esteja livre, que rescinda o contrato com seu atual clube, existe o interesse do Vasco, claro, mas sempre dentro do nosso planejamento de folha salarial enxuta", disse o presidente vascaíno.

Com relação a Guarín, Campello confirmou que o Vasco quer a permanência do colombiano, mas pediu um pouco mais de "flexibilidade" para chegar a um acordo de renovação de contrato. "É um atleta que caiu nas graças da torcida. A gente sabe que é um atleta qualificado que se identificou muito com o clube. O Vasco tem total interesse na sua manutenção, mas ainda temos uma divergência sobre aquilo que o clube propõe e o que o atleta entende como sendo o necessário para que ele renove o contrato. A gente ainda nutre a expectativa de fazer um novo contrato com o jogador, estamos mantendo conversas com o seu procurador. Quem sabe, com um pouco de flexibilidade de lá e de cá, a gente consiga chegar a um denominador comum", explicou.

O Vasco passa por grave crise financeira nas últimas temporadas. O clube conviveu em diversos momentos com salários atrasados do elenco e funcionários e neste momento deve os salários de novembro, o 13.º e as férias dos jogadores.