Vencendo etapas

Publicação: 2020-08-27 00:00:00
Luiz antônio felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

Novos indicadores altamente positivos na retomada do crescimento da economia. A confiança do empresariado brasileiro cresce em mais de 90% dos setores industriais, em todos os segmentos pesquisados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice está acima de 50 pontos. Apesar da alta, o índice ainda está abaixo do patamar de agosto de 2019. Neste mês consolidou o aumento da confiança da indústria, num movimento iniciado após abril, mês mais crítico desde o início da pandemia. O emprego na indústria eletroeletrônica aumenta em 4,5 mil vagas em julho.

Intenção
Já no comércio, a CNC vê estabilidade na intenção de consumo das famílias. O indicador reverte às retrações recentes e registra perspectivas positivas para os próximos meses, embora abaixo do nível de satisfação (100 pontos) desde abril de 2015. Mostra também que os brasileiros permanecem conscientes do nível da sua renda e cautelosos com o consumo.

Preocupação
O agro que exporta e se preocupa com imagem deveria colaborar com a Amazônia, diz o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Há sim uma grande preocupação, mas o agronegócio não desmata e não tem poder de polícia. Aliás, os bancos Itau, Santander e Bradesco criam o Conselho Consultivo da Amazônia, com especialistas em sustentabilidade dos bancos se reunindo para propor iniciativas e ações concretas.

Carteira
Os bancos estão projetando um incremento de 6,3% nas carteiras de crédito, diz a Febraban, federação dos bancos. A avaliação do cenário é melhor por conta da revisão para cima do desempenho do crédito direcionado. A previsão de expansão passou de 1,6% em junho para 3% em agosto. Para 2021, os bancos esperam um crescimento total de 7%.

Cotações
A Bolsa fecha em baixa de -1,46% a 100.627 pontos enquanto o dólar sobe 1,62% cotado a R$ 5,616. Já o preço do barril de petróleo (spot) foi negociado a US$ 43,36, ligeira queda de 0,02%. O adiamento do pacote emergencial no Brasil e as eleições americanas entraram no radar do mercado.

Renascer do algodão
Empresários rurais do Nordeste, Ceará, RN e Paraíba retomam a produção de algodão. Em Sousa/PB, após a longa estiagem, o site Notícias Agrícolas traz uma reportagem com os  produtores rurais da região conhecida como perímetro irrigado das Várzeas de Sousa, no Alto Sertão paraibano. Eles estão voltando a produzir algodão, após a seca entre 2012 e 2018.  Um dos empresários é o potiguar Ivanilson Araújo, do Grupo Santana. Desde 2019, o cultivo voltou a ser realizado na Fazenda Savana, uma propriedade de mais de 1.000 hectares. “Começamos com uma área de 350 hectares, e agora, em 2020, ampliamos para 850 hectares. Hoje alcança 240 arrobas por hectare, o que representa algo em torno de 3.600 quilos”, diz  Ivanilson.

Tarifas
O governo brasileiro vai zerar as tarifas de importação de soja, milho e arroz. O setor de proteína animal é favorável à extinção de tarifas desses produtos, diante da pressão dos preços. Favorece até mesmo o esmagamento do milho para a produção de etanol.

Previdência
Os vereadores de Natal entenderam a necessidade de reequilibrar financeiramente a Previdência municipal. Um sacrifício muito pequeno para os servidores que poderão antever um futuro melhor. Importante daqui pra frente é manter o equilíbrio das contas previdenciárias, para uma aposentadoria sem transtornos.

Sindicatos
De acordo com o IBGE, o RN e o Brasil tiveram redução de sindicalizados. O número de trabalhadores sindicalizados no Rio Grande do Norte teve uma redução de 2,6 pontos percentuais em 2019, 34 mil pessoas, na comparação com 2019. Em 2018, 15,5% das pessoas ocupadas faziam parte de um sindicato, ou seja, 204 mil trabalhadores. Em 2019, o número passou para 12,9%, o que representa 170 mil.

Saúde (I) 
No mercado há 25 anos e, em crescimento no Nordeste, o plano Humana Saúde chega ao Rio Grande do Norte com a proposta de saúde mais humanizada.  No RN estarão disponíveis as linhas Premium Plus, Premium, Platinum, Gold, Infinity e Light, além de contar com o plano odontológico Odonto Plus.

Saúde (II)  
Com a pandemia, o atendimento por telemedicina cresceu cerca de 100% nas duas últimas semanas no Rio Grande do Norte. A associação sem fins lucrativos SAS Brasil intensifica os atendimentos, por telemedicina, em comunidades carentes de Natal e região metropolitana. A instituição dobrou o número de teleconsultas chegando a 1,5 mil pessoas em seis semanas de atuação no RN.