Vendas do varejo sobem 0,9% em janeiro, diz IBGE

Publicação: 2018-03-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
As vendas do comércio varejista subiram 0,9% em janeiro ante dezembro, na série com ajuste sazonal, informou nesta terça-feira, 13, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, que esperavam desde uma estabilidade (0,0%) a avanço de 2,3%, com mediana positiva de 0,5%.

Vendas de material escolar, livros didáticos e papelaria contribuíram para dado positivo de janeiro
Vendas de material escolar, livros didáticos e papelaria contribuíram para dado positivo de janeiro

Na comparação com janeiro de 2017, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 3,2% em janeiro de 2018. Nesse confronto, as projeções iam de uma expansão de 1,2% a 8,2%, com mediana positiva de 3,3%. As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 3,2% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 2,5%.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 0,1% em janeiro ante dezembro, na série com ajuste sazonal. O resultado veio dentro do intervalo das estimativas do mercado financeiro. Eles esperavam desde um recuo de 2,2% até um avanço de 1,7%, com mediana positiva de 0,05%.

Na comparação com janeiro de 2017, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 6,5% em janeiro de 2018. Nesse confronto, as projeções variavam de uma expansão de 1,8% a 9,0%, com mediana positiva de 6,60%. As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 6,5% no ano. Em 12 meses, o resultado foi de avanço de 4,6%, segundo o IBGE.

Expansão
O varejo registrou crescimento em cinco das oito atividades pesquisadas na passagem de dezembro de 2017 para janeiro de 2018. Os avanços mais relevantes foram observados em hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (2,3%) e em Outros artigos de uso pessoal e doméstico (6,8%), ambos compensando os recuos registrados no mês anterior de, -1,7% e -7,2%, respectivamente.

Os demais acréscimos ocorreram em equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (3,7%); tecidos, vestuário e calçados (0,9%); e livros, jornais, revistas e papelarias (0,3%). Na direção oposta, houve recuo em artigos farmacêuticos, médicos ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-2,5%); móveis e eletrodomésticos (-2,3%); e combustíveis e lubrificantes (-0,3%).

No comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, houve ligeira queda de 0,1% em janeiro ante dezembro. As vendas de veículos e motos, partes e peças tiveram avanço de 3,8%, enquanto material de construção registrou declínio de 0,2%.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários