Alex Medeiros
Versos infernais
Publicado: 00:00:00 - 26/11/2021 Atualizado: 21:51:06 - 25/11/2021
Alex Medeiros
alexmedeiros1959@gmail.com

Hoje é a data da sua morte, 325 anos atrás, em 26 de novembro de 1696. O baiano Gregório de Matos é uma legenda da poesia durante a fase barroca no Brasil e em Portugal, autor de versos irreverentes, malcriados e com uma acidez satírica que lhes renderam o apelido de Boca do Inferno. Em 1995, bebi na fonte do seu poema “Ao Dia do Juízo” sorvendo uma cerveja no “Anexo”, um boteco na esquina da UnP. Abaixo o meu “Ao Boca do Inferno” e o original do poeta da cadeira 16 na Academia Brasileira de Letras.

Divulgação


Ao Boca do Inferno
(Alex Medeiros, Século XX)

O idoso em desgosto possuído
o garoto tão só desesperado
o amante de dor enciumado
a esposa distante do marido

A menina em lugar desconhecido
a senhora perdendo o rebolado
o amor sem poeta ou namorado
um poema de namoro dolorido

Tantos versos no avesso da cultura
pé quebrado na ausência do improviso
verbo amargo numa frase de doçura

O inferno descobriu no paraíso
o código da grande fechadura
para abrir o dia do último juízo.


Ao Dia do Juízo
(Gregório de Matos, Século XVII)

O alegre do dia entristecido,
o silêncio da noite perturbado
o resplendor do sol todo eclipsado,
e o luzente da lua desmentido! 

Rompa todo o criado em um gemido,
Que é de ti mundo?/ Onde tens parado?
Se tudo neste instante está acabado,
Tanto importa o não ser, como haver sido.

Soa a trombeta da maior altura
A que a vivos e mortos traz o aviso
Da desventura de uns, d’outros ventura

Acabe o mundo, porque é já preciso
Erga-se o morto, deixe a sepultura
Porque é chegado o dia do juízo.

Ditador
O ministro Alexandre, o mediano, demonstrou num comentário que há duas coisas que não estão na mira da sua visão jurídica: a Constituição e a Democracia. O homem segue disposto a censurar opiniões e pensamentos.

Autoridade
A comentarista Ana Paula Henkel, ex-craque do volei, levantou uma questão pertinente: imaginem o escândalo mundial se um juiz da Suprema Corte dos EUA entrasse na onda das lives e comungasse opinião política de militantes.

Folclore
Um representante do Judiciário ou do Ministério Público precisa saber como se expor nas redes sociais sem comprometer sua reputação. Há dois procuradores sendo ridicularizados quase diariamente por seus sectarismos.

Reflexão
Para o psiquiatra Carl Jung, o pai da psicologia analítica, nada no Universo acontece por acaso, não há espaço para coincidência num sistma de sincronicidade natural cujos mistérios são alheios à percepção da humanidade.

Ame hoje
A vida é chama breve, uma flor que nasce e outra que murcha, um amor que parte, outro que chega, uma mão que agride, outra que acena, um olhar que chora, outro que consola. A vida é feita de agora; viva antes que vá embora.

Das ilusões
Uma quadrinha de autoria do anarco-capitalista Ugo Vernomentti, rabiscada num guardanapo de um café em Ponta Negra: “Das coisas perigosas / a maior seria qual... / a ilusão amorosa / ou a ilusão eleitoral?”. Não sei, amigo velho!

Sabores
Prossegue no Beco da Lama até o dia 10 de dezembro a 14ª edição do Festival Gastronômico Pratodomundo, criação da SAMBA. Participam 14 bares, pelo regulamento todos os petiscos têm um valor máximo de R$ 15.

Lama Bar
É o nome do futuro bar a compor o corredor gastronômico e boêmio do Beco da Lama. O Lama vai inaugurar em 01 de dezembro, um espaço aconchegante que promete bons sabores, como o já preanunciado pernil suíno fatiado. 

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte