Videomonitoramento da orla

Publicação: 2020-07-10 00:00:00
A+ A-
Antonio Roberto Rocha 
antonioroberto@tribunadonorte.com.br 

A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) do Rio Grande do Norte anuncia a ampliação do sistema de videomonitoramento na orla de Natal. Trata-se de um pleito antigo das entidades de classe do Turismo, já que a violência urbana, até o ano passado, era o principal entrave ao desenvolvimento turístico da capital potiguar. 

O percurso contará com câmeras integradas, 24 horas por dia, ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). A melhoria no monitoramento faz parte do projeto Governo Cidadão (parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial) e foi realizada por meio de um investimento de R$ 6,9 milhões.

Pandemia - De acordo com o diretor do Ciosp, Kleber Macedo, a implementação do sistema de videomonitoramento, no atual momento de pandemia do coronavírus, será fundamental também para a manutenção dos decretos publicados pelo Governo do Estado, sobretudo no que diz respeito às aglomerações.

“As câmeras irão auxiliar no cumprimento ao decreto estadual para evitar aglomerações, monitorar e fiscalizar o funcionamento do comércio, além obviamente da atuação direta nas ações de segurança pública", comenta Macedo.
 
Modernização - O secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Projeto Governo Cidadão, Fernando Mineiro, ressalta que o investimento por meio do Banco Mundial potencializa e integra as ações na área de segurança de Natal, através da modernização das ferramentas.

 Ao todo, o projeto prevê a instalação de 140 câmeras que realizam movimentação em 360 graus.  Os equipamentos estão sendo colocados nas praias urbanas de Natal. O percurso tem início na praia de Ponta Negra, passa pela Via Costeira, ponte Newton Navarro e termina na praia da Redinha. Além dessas câmeras, o sistema contará com 44 câmeras em 22 portais para detecção e fiscalização de placas de veículos, totalizando 184 câmeras no trajeto. 

Serhs anuncia protocolos da reabertura
O Serhs Natal Grand Hotel & Resort, na Via Costeira, anuncia os protocolos e medidas de segurança que serão utilizados na sua reabertura, a partir do próximo dia 1º. As malas serão higienizadas e deixadas na porta do apartamento. 

Todos os hóspedes receberão kits de proteção individual e serão orientados a utilizá-los durante a circulação no resort. Apenas uma pessoa da família poderá se dirigir à recepção para fazer o check in, já que todas as informações deverão ser preenchidas na ficha online antes da chegada ao hotel. 

OMS - Os colaboradores do Serhs, por sua vez, serão monitorados e estarão constantemente atualizados de acordo com os protocolos da OMS e do Governo do Estado. Nas piscinas, o distanciamento de um metro e meio também será praticado. A programação infantil será adaptada para atividades ao ar livre, sempre com suporte dos colaboradores. 

Os restaurantes à la carte funcionarão com capacidade reduzida (pela metade) e será implementado um novo conceito de room service, que permitirá ao hóspede receber - sem custo adicional - em seu apartamento qualquer prato servido nos restaurantes do hotel. Já o Spa receberá no máximo 12 pessoas e será higienizado a cada duas horas. O salão de beleza receberá até duas pessoas por vez, sempre com hora marcada.

Hotelaria da PB sem taxa de remarcação
Paraíba Flexível & Segura. Esta é a campanha que hoteleiros de João Pessoa, Campina Grande e Costa do Conde, em parceria com o setor de receptivo, iniciam no próximo 1º de agosto. A idéia é oferecer pacotes com tarifas competitivas e, sobretudo, isenção de taxas na remarcação ou alteração (por duas vezes) do período da viagem. O limite da vigência de utilização é 20 de dezembro. Já a ação comercial será desenvolvida até 31 de agosto. 

Além da Luck Receptivo João Pessoa, a campanha promocional conta com a participação de mais de 30 empreendimentos hoteleiros. O setor de Marketing da PBTur (Empresa Paraibana de Turismo) apóia a ação e criou um selo específico para que operadoras de turismo e agências de viagem possam divulgar a campanha com a mesma identidade visual. 

Protocolo - A ABIH-PB apresentou nesta semana o Protocolo que será adotado no setor a partir do momento da reabertura dos equipamentos. O manual para os meios de hospedagem abrange os setores de front office, governança, alimentos e bebidas, eventos e lazer. 

O manual é validado pela ABIH Nacional e algumas outras instituições do setor, como Associação Brasileira de Resorts (Resorts Brasil); Associação Mundial de Turismo de Saúde e Bem-Estar; Brazilian Luxury Travel Association (BLTA); Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA); Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB); União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos (UneDestinos).

Aeroporto de SGA continua sem solução
O aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, continua amplamente noticiado na mídia nacional. Só que de forma negativa. Comenta-se que o equipamento pode, inclusive, parar de operar. Fato, aliás, pouco provável. Uma notificação extrajudicial, porém, tenta impedir o aeroporto de funcionar se o Governo Federal não resolver o problema do terreno em que foi construído, que não pertence à União e nem ao Governo do Estado. 

Como já amplamente noticiado, a concessionária que assumiu o empreendimento, a Inframérica, desistiu do negócio e quer devolvê-lo ao Governo Federal, assim como ter direito a indenização por seus prejuízos. Os investimentos foram, segundo a empresa, de mais de R$ 700 milhões, porém o número de passageiros foi muito abaixo do estimado. O caminho inevitável, porém longo, é a relicitação.