Vigilantes suspendem greve e bancos devem reabrir nesta quarta

Publicação: 2018-03-13 19:31:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes do RN (Sindsegur), que representa trabalhadores da área de segurança privada em 27 municípios do Estado, decidiu suspender a greve que já durava 16 dias após acordo firmado com os empresários do setor na tarde desta terça (13). A proposta que pôs fim à paralisação, foi apresentada durante rodada de negociação mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-21ª Região), e homologada em assembleia da categoria.

Com a decisão, as agências da rede bancária deverão retomar o atendimento ao público nesta quarta-feira (14). A volta ao trabalho dos vigilantes também normaliza a rotina em órgãos públicos e hospitais. De acordo com a Ata da Audiência, a negociação começou às 8h15, chegou a ser suspensa por uma hora entre 15h30 e 16h30, e encerrou às 17h35. 

Representantes do Sindsegur-RN e do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do RN (Sindesp) se reuniram na sala de conciliação do Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania do TRT-21, coordenada pelo juiz Michael Wegner Knabben, e fecharam acordo que define reajuste salarial de 2,2%.

Também ficou definido reajuste no valor do vale-alimentação para R$ 15,50; que o intervalo intrajornada será de uma hora, facultada a indenização de até 30 minutos caso o intervalo não usufruído integralmente; e a escala 12/36 horas foi mantida, sendo que a hora no período noturno terá duração de 52 minutos e 30 segundos e acréscimo de 20% na remuneração para períodos cumpridos entre às 22h e 5h.

Comunicado

O Sindicato das Empresas de Segurança Privada do RN – SINDESP, após audiência no TRT 21, nesta terça-feira (13), vem a público comunicar o acordo firmado entre o SINDESP e o SINDSEGUR, que consignou a convergência nas cláusulas de atrito e deliberou a cessação imediata da greve dos vigilantes.

Uma nova rodada para finalização da Convenção Coletiva de Trabalho - CCT deve acontecer na próxima sexta-feira, dia 16 de março, no TRT.

Atenciosamente,

Diretoria do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do RN – SINDESP

*Matéria atualizada às 20h25 em 13/03/2018


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários