Esportes
Vinícius Júnior vive excelente fase e ostenta melhores números desde chegada à Europa
Publicado: 00:00:00 - 16/01/2022 Atualizado: 14:01:06 - 15/01/2022
Quando pensamos em jogadores brasileiros, pensamos no que de mais inventivo que pode se acontecer no futebol, que tem no Brasil a seleção mais bem-sucedida da história. E, no momento, em todas as grandes ligas do futebol europeu, ninguém representa mais em números o que é o futebol brasileiro que Vinícius Jr. um dos pilares do Real Madrid, líder de LaLiga Santander.
Vinícius simplesmente lidera seis estatísticas ofensivas dos jogadores nascidos no país nas cinco principais ligas europeias (LaLiga, Ligue 1, Serie A, Premier League e Bundesliga) e vive a melhor fase de sua curta carreira, já que ele tem apenas 21 anos.

Real Madrid
Vinicius Júnior é um dos principais jogadores da liga espanhola

Vinicius Júnior é um dos principais jogadores da liga espanhola


Além dos 15 gols marcados nesta temporada em todas as competições, Vini também lidera as estatísticas brasileiras em participações em gols: 22 dos tentos do Real Madrid em 2021/22 tiveram participação direta de Vinícius, sendo nas finalizações ou em assistências. Junto de Karim Benzema, Vini forma uma das linhas de ataque mais letais do mundo com a camisa dos Blancos.
Além disso, Vinícius também lidera as estatísticas entre os seus compatriotas em três quesitos: passes decisivos para finalizações (55), chutes no alvo (71% de efetividade), conversão de chances claras (69%) e dribles certos, sua especialidade, com 78. Os dados são do Beyond Stats, de LaLiga e do portal Sofascore.

Nascido em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Vini Jr. atingiu esse status com uma velocidade impressionante, tendo completado 21 anos no último mês de junho e já está em sua quarta temporada no Real Madrid, após chegar do Flamengo no Verão europeu de 2018 e já conquistou três títulos com a camisa dos Blancos, incluindo a conquista de LaLiga Santander em 2019/20.

Com tanta juventude e tanta habilidade, os torcedores do Real Madrid em todo o mundo e, especialmente no seu país natal, esperam que o céu seja o limite.
 
Sobre a LaLiga
LaLiga é uma organização global, inovadora e socialmente responsável, líder no setor de lazer e entretenimento. É uma associação desportiva privada composta por 20 equipes da LaLiga Santander e 22 da LaLiga SmartBank, responsáveis pela organização destas competições nacionais de futebol profissional. Na temporada 2019/2020, a LaLiga alcançou mais de 2,8 bilhões de pessoas em todo o mundo. Com sede em Madrid (Espanha), está presente em 55 países através de 11 escritórios e 46 delegados. A associação realiza sua ação social por meio de sua Fundação e é a primeira liga de futebol.

Modernização
Os clubes de futebol profissional da Espanha estão prestes a embarcar em projetos de investimento significativos graças à iniciativa 'Boost LaLiga', que o presidente da LaLiga, Javier Tebas, acredita que acelerará o crescimento do futebol espanhol em 15 a 20 anos. Isso é possível como resultado de um acordo entre a LaLiga e o fundo de investimento global CVC, com  1,994 bilhão de euros a ser fornecido aos clubes espanhóis para estimular o crescimento.

Falando em um evento 'EFE Sport Business Days' sobre 'Financiamento na História do Esporte', Tebas explicou por que a LaLiga decidiu unir forças com a CVC e como isso é importante para manter o incrível crescimento que a LaLiga e seus clubes tiveram nos últimos anos.

"Com a parceria com a CVC os clubes valem 30% a mais. Se não fizermos isso, vamos cair. Na França já estão olhando uma opção como essa", diz o presidente Javier Tebas. "O mundo financeiro e os grandes fundos de investimento estão dizendo 'os fundos [CVC] confiam na LaLiga e nos clubes, e vão investir 2 bilhões de euros'. Que vão ganhar dinheiro? Obviamente, mas quanto mais ganham, mais o resto de nós ganhará”, explica Tebas.

Discutindo os motivos deste projeto, Tebas disse ao público da EFE: “Seria impossível para os clubes [fazer investimentos significativos] organicamente porque eles têm que se concentrar a cada ano na luta para evitar o rebaixamento ou em seus vários objetivos esportivos. Então, para as equipes de nível médio e inferior, teria sido impossível conseguir isso organicamente. É por isso que garantimos esse investimento.”

Embora o valor dos direitos audiovisuais da competição tenha mais que dobrado nos últimos anos, Tebas alertou que a LaLiga não pode descansar sobre os louros, afirmando: “Se queremos continuar competindo com a Premier League acima de tudo e com outras competições, devemos ser um liga forte. Os clubes decidiram que deveríamos nos antecipar e investir agora em tecnologia para nos mantermos competitivos. Caso contrário, nossos direitos audiovisuais podem cair. As pessoas pensam que sempre sobem, mas nem sempre é o caso. Nós e nossos clubes precisamos estar preparados ou nossos direitos audiovisuais cairão e a indústria perderá empregos”.

O ponto sobre a indústria como um todo é importante, dado o grande papel que o futebol profissional espanhol desempenha na economia geral do país. Esta é outra razão pela qual a LaLiga e seus clubes sentiram que era importante agir agora. Sobre isso, Tebas disse: “Queremos tornar a indústria mais rica. Lembre-se, o futebol profissional representa 1,37% do PIB da Espanha e é responsável por 185.000 empregos. Se não tomarmos medidas como essa, esses números podem diminuir.”

Uma das condições para os clubes é que 70% do dinheiro que vão receber seja gasto em projetos de investimento e o presidente da liga explicou o porquê, dizendo: “Poderíamos ter dito ‘pegue os 2 bilhões de euros e divida por vocês mesmos’. Mas, o que fizemos é significativo, pois são 2 bilhões, mas 70% devem ser direcionados para investimentos e infraestrutura. Vai ajudar com tecnologia e digitalização.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte