Vinhos de altitude no Brasil: Planalto Catarinense

Publicação: 2018-03-02 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Gilvan Passos
gilvanpassosvinhos@gmail.com

Impressionou-me o que presenciei em termos de estrutura e qualidade na produção de vinhos nas Serras Catarinenses, numa visita técnica empreendida durante o carnaval em fevereiro último, à cidade serrana de São Joaquim, distante cerca de 230 Km de Florianópolis. As Serras Catarinenses, e sobretudo o entorno da cidade de São Joaquim, abriga um dos polos vitivinícolas mais novos do Brasil, com uma relação considerável de vinícolas, cujos vinhedos estão localizados entre 900 e 1400 metros de altitude acima do nível do mar. Um terroir de excelente amplitude térmica, que permite as variedades ali plantadas um lento e completo amadurecimento, e que, somado a um solo pedregoso e permeável, modernas tecnologias e qualificadíssimo trabalho enológico, resultam em vinhos de uma qualidade surpreendente.

Fundada pela família italiana Bianco, a vinícola Leoni di Venezia é uma das bodegas em ascensão nas serras catarinenses
Fundada pela família italiana Bianco, a vinícola Leoni di Venezia é uma das bodegas em ascensão nas serras catarinenses

No entorno da cidade de São Joaquim concentra-se o maior polo vitivinícola da região, com cerca de 15 vinícolas, quais sejam: Suzin, Pericó, Dalture, Quinta da Neve, Hiragami, Leone di Venezie, Sanjo, Villa Francioni, Villagio Bassetti, Villagio Conti, Villagio Grando, Vinhedos Monte Agudo, Tenuta Vinhedos de Altitude, Vinícola Vivalti e Quinta Santa Maria. E mais: Abreu Garcia, em Campo Belo do Sul, Vinícola Santa Augusta, na Zona Rural de Videira, Vinícola Thera, em Caneleira Bom Retiro, Vinícola Urupema, em Urupema, Vinícola Terramilia, em Rancho Queimado, Vinícola Casa Cervantes, em Urubici e Vinícola Kranz em Treze Tílias. Durante dois dias, com visitas pré-agendadas, estive em algumas das melhores vinícolas da região, onde provei vinhos incríveis, e conversei com enólogos e produtores sobre os projetos, os métodos de produção e o futuro promissor da região no cenário vitivinícola nacional.  

Vinícolas visitadas em São Joaquim - SC
Obviamente que dois dias apenas foi muito pouco para explorar a grandeza e vocação vitivinícola dessa pequena região, mas foi assim que resolvi passar o último carnaval e por onde andei vi projetos encantadores. Voamos até Florianópolis e de lá, de carro, fomos à São Joaquim, conhecida como cidade mais fria do Brasil (há controvérsias). Dedicamos a segunda e a terça feira de carnaval para visitar às vinícolas: Villa Francioni, Leone di Venezia, Villagio Bassetti e Pericó, e somamos ao painel de vinhos provados com enólogos e produtores, os vinhos apreciados nos restaurantes da cidade durante as refeições, com o intuito de voltar dessa incursão enológica com uma litragem que nos permitissem mensurar, ainda que minimamente, o potencial vinícola dessa região. O que pude constatar nos vinhedos (grande parte protegidos por telas contra o granizo), com seus sistemas de plantio e nas vinícolas com suas produções por gravidade e moderna tecnologia, foi surpreendente, e ratificava-se nos vinhos provados, alguns dos quais com diversas premiações em concursos no Brasil e exterior. Acompanhe nas próximas matérias um pouco da experiência que vivemos e dos caldos maravilhosos que provamos nas vinícolas visitadas durante esta incursão enológica aos vinhos de altitude.

Intermediate Wine Certificate
Pela primeira vez em Natal, a Sommelier School, única escola de vinhos habilitada a aplicar os Cursos da americana ISG (International Sommelier Guild) no Brasil, oferece a oportunidade de graduação no Nível I para profissionais e amantes do vinho da cidade. O curso avaliativo, com certificação internacional, acontecerá no mês de abril próximo em duas turmas (manhã e noite), com início marcado para o dia 16 e uma carga de 24 horas-aula em que serão degustados 48 rótulos diversos. O número de vagas é limitado e os interessados deverão entrar em contato com este consultor, responsável pela articulação, pelo fone: (84) 99996-1756.

As inscrições já poderão ser feitas no site da escola.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários