Vítimas denunciam no twitter agressão por homofobia

Publicação: 2011-02-22 12:28:00 | Comentários: 6
A+ A-
Larissa Cavalcante - Repórter

O evento que recepcionou os novos alunos da UFRN na Praça Cívica do Campus Universitário na tarde de ontem não foi só de festa. Duas meninas, uma ex-aluna da universidade e uma aluna da UNP foram vítimas de homofobia e agredidas por um rapaz que também participava da festa. Elas relataram o acontecimento hoje pela manhã no twitter.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE falou por telefone com uma das vítimas, que relatou os acontecimentos da noite passada.

“Ontem, quando terminou a festa de recepção fomos eu, minha namorada e dois amigos para a lateral do no anfiteatro, onde sempre tem uns 'paredões' de som depois da festa. Nossos amigos foram procurar alguns conhecidos e eu e nós duas continuamos dançando e nos divertindo. Então esses três ou quatro rapazes fortes e bem vestido se aproximaram e começaram a soltar piadinhas sobre nós duas. Em um certo momento ele passou dos limites e chegou bem perto do nosso rosto quando estávamos nos beijando. Eu me afastei e virei pra falar com ele. Nesse momento ele me jogou em cima de uma mesa e foi pra cima de mim me bater. Minha namorada tentou tirá-lo de cima de mim, mas ele a jogou em cima de outras mesas e voltou a me bater.Umas pessoas tentaram ajudar, outras diziam 'deixa ela aí, é isso que ela quer!'. Quando ele parou de me bater me aproximei de um dos amigos dele e perguntei seu nome. O rapaz disse que o conheceu naquela hora e não sabia. Depois ele mesmo me disse o seu nome 'Marcos Azevedo'”.

A moça agredida acionou a polícia que, segundo a vítima, não demonstrou muito interesse no caso relatado. Ela disse que contou ao policial exatamente onde estava e o que ele respondeu foi: “Minha senhora a UFRN é muito grande. Eu vou mandar alguém aí, mas quando chegar a senhora que se encarregue de achar”.

Uma das garotas agredidas se disse indignada e humilhada com a situação. “Me senti um lixo, sem poder fazer nada horrível! Orgulho super ferido!”, desabafou em sua página no twitter.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • simonyaraujoo

    Acho que atitudes como essas,envergonham nao so nosso país como o mundo!Antes das colegas serem lesbicas,sao humanas,mulheres...onde esta secretario de segurança a lei Maria da penha?Sera que nossas \"leis\" tambem sao preconceituosas ou eu estou enganada?Fora com essses costumes bárbaros!!! Vamos cidadaos,quem tiver um pouco de consciencia e souber o que é realmente respeito,nao vai se calar diante de uma falta de amor e concideraçao dessas!Entao nao posso terminar sem fazer a célebre pergunta:\"E se fosse sua filha\"?(meu abraço de apoio as meninas gredidas,e força amigas,vcs nao estao sozinhas!)

  • rasjunior

    Bem Acho que cada um sabe o que se fazer .... beijar , se abraçar, são atos de carinho e amor a falta desse amor é o que causa esses tipos de atitudes do ser humano, não esquecemos que estamos chegando no fim ... então pq atravessar o apocalipse com um pouco de conhecimento e amor unico com o outro e vice-versa... e com relação a Policia .... Só lamento pois todos nós sabemos que a policia é algo atrasado e opressor ... Fya Burn - Bless...... Jah Jah !!

  • rafafromhell

    Às vezes sinto uma tremenda vergonha quando vejo fatos como esses. A cada dia se torna mais comum agredir minorias, sejam lá quais forem. E a vida na província segue como se nada tivesse acontecido...

  • cleidiane.mendes

    É quase o mesmo caso dos dois homens se beijando no cinema em SP. Eu, particulamente, concordo com ferreiraseis@. Não concordo com um homem e mulher se \"comendo\" na rua, mesmo que seja com beijos. Deixe isso pra intimidade a dois. Da mesma forma duas mulheres ou dois homens. Respeito a condição de cada um. Somos livres. Respeito é bom e todos gostam.

  • vnhameiros

    RIDÍCULA ATITUDE DO TAL MARCOS AZEVEDO E RÍDICULA TAMBÉM O TRATAMENTO DADO PELA POLÍCIA AS GAROTAS!INFELIZMENTE A \"SOCIEDADE\" POTIGUAR PADECE DE UM COLONIALISMO CRÔNICO.

  • karlaflathyana

    Duas coisas: primeiro, fico muito feliz em ver que todo mundo que comentou aqui repudiou o comentário desse tal de Adenio; segundo, eu concordo em os homossexuais não se beijarem em público, desde que a regra também passe a valer para os héteros. Beleza? Já cansei de ver casais heteros \\\"se comendo\\\" em público e, na minha opinião, acho isso muito mais desrespeitoso com os outros do que o beijo que a menina lá deu na namorada dela. Santo preconceito burro.