Cookie Consent
Alex Medeiros
Viva Raulzito, Yeah!
Publicado: 00:01:00 - 28/06/2022 Atualizado: 22:56:30 - 27/06/2022
Alex Medeiros 
alexmedeiros1959@gmail.com

Na data de hoje, o “mago abusado” Raul Seixas estaria fazendo 77 anos. Partiu em 21 de agosto de 1989, num momento em que o Brasil já respirava ares da eleição direta para presidente da República. Virei fã do baiano em maio de 1973 (eu tinha 14 anos) quando ele entrou nos lares brasileiros pelo programa de Flávio Cavalcanti, cantando “Ouro de Tolo”, que estourou nas paradas. No dia da sua morte, de tanto eu insistir, a Dumbo publicou anúncio.

Divulgação


A profusão de candidatos a presidente (22) foi um cenário adequado para o maluco beleza sair do hospício da política, ele que não rezava na cartilha de ninguém e que era desprezado pela esquerda nacionalista que o achava “americanizado”. Roqueiro desde tenra idade, fã de Elvis, compôs todos os ritmos e conquistou o Brasil de forma individualista e anárquica, à margem de partidos, religiões, escolas filosóficas, ideologias, torcidas e blocos de carnaval.

Em 2009, quando fez vinte anos da sua morte, fiz minha homenagem escrevendo uma versão do seu sucesso “Capim Guiné”, que ele compôs no gênero sertanejo. Direto da velha pasta amarela, segue a versão antivermelha. 

Eu tenho um sítio
Uma terra em Macaíba
Pru mode que a pindaíba
Não venha me assustar 

Peguei na enxada
Ajeitei o meu terreiro
Fiz acero, plantei roça
Pode ir ver como é que tá

Tem água boa, energia
inté uaifai
pra quando meu filho vai
no Aifone tuitar 

Tem bananeira
Tem caju, tem abacate
Olhe tem até chá mate
Pra quem vai me visitar

Sem sacanagem
Sem ajuda de padrinho
Fiz dali o meu cantinho
Pra quando me aposentar 

Pois de repente
Começou um movimento
Um papo de assentamento
Um sem-terra foi pra lá 

Num planto capim-guiné
Pra boi abanar rabo
Eu to virado no diabo
Com o MST
Uns vagabundos
Que só vive parado
Com cara de viado
Fugindo do PT 

Gente folgada,
de todas as idade
Do campo e da cidade
Um bando de Zé Mané
Pois é

Só militante
agentes da maldade
babacas sem qualidade
Eu vou atirar no pé 

Cabra safado
Enrolado na bandeira
Pensa que minha soleira
Ele vai socializar 

Pode vir brabo
Que eu derrubo a machadada
Acabo com a petralhada
E com quem se amostrar 

Num planto capim-guiné
Pra boi abanar rabo
Eu tô virado no diabo
Com o MST 

Uns vagabundo
Que só vive parado
Com cara de viado
Fugindo do PT 

Mortes
Mossoró registrou no domingo o 73º assassinato só neste primeiro semestre. Em Natal, ouvidos de mercador ignoram o aumento de suicídios. No Brasil, cresce exponencialmente os casos de morte súbita e ataques cardíacos.

Tragédias
Todo dia dezenas de famílias brasileiras passam pela tragédia da perda de vidas ceifadas pelo crime. A imprensa tóxica só dá dimensão trágica quando as vítimas pertencem ao padrão estabelecido pelas pautas gays e de esquerda.

E os culpados?
Uma menina de 11 anos se relacionando sexualmente com um menino de 13, sem a intervenção dos pais; uma gravidez precoce, a gestação avançada e a falsa denúncia de estupro. Ao final, uma criança morta e outra traumatizada.

Silêncio
Em 2021, no prefácio do livro “Não Caluniar os Outros”, do frade Emiliano Antenucci, o Papa Francisco escreveu que “O silêncio é a língua de Deus e a linguagem do amor”. O que não significa o mesmo silêncio nas arquidioceses.

Ativismo
O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou no programa Pânico, da TV Jovem Pan News que o ativismo político do STF e a omissão do Congresso são o vetor dos problemas de atropelo das leis e da própria Constituição.

Os Dez
De Kolberg Luna: “Pelé, Garrincha, Ronaldo, Didi, Gilmar, Zico, Romário, Falcão, Ronaldinho, Rivaldo”. E de Fernando Tavares: “Leônidas, Ademir Queixada, Didi, Pelé, Garrincha, Gerson, Carlos Alberto, Zico, Ronaldo, Ronaldinho”.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte