Volkswagen: 40 anos de história no Brasil

Publicação: 2020-05-24 00:00:00
A+ A-
Maio de 1980, data magna da Volkswagen do Brasil. A montadora de São Bernardo do Campo (SP) lançava no País o automóvel "GOL", com a responsabilidade de substituir um desbravador, um carro que marcou, de forma indelével, a indústria automotiva nacional, o campeão dos campeões, o "FUSCA".

Créditos: DivulgaçãoEnquanto o Novo GOL não chega, a geração atual vai dando conta do "recado". A justificativa para adiar o investimento é bem clara. "Em 4 meses, vamos gastar o equivalente a um plano de investimento de 3 ou 4 anos", declarou Di Si presidente da VW. Os gastos com salários e as fábricas são necessários.Enquanto o Novo GOL não chega, a geração atual vai dando conta do "recado". A justificativa para adiar o investimento é bem clara. "Em 4 meses, vamos gastar o equivalente a um plano de investimento de 3 ou 4 anos", declarou Di Si presidente da VW. Os gastos com salários e as fábricas são necessários.

Atualmente, 40 anos depois do feito memorável, o "GOL" não apenas segue nas linhas de produção e sendo vendido, como quebrou os recordes do próprio "FUSCA". Ele é o automóvel mais comercializado, produzido e exportado da nossa indústria de quatro rodas.

Carro a álcool fez 40 anos em 2019:  Autos & Motores dirigiu o Fiat 147 "cachacinha". Em abril do ano em curso, a Volkswagen do Brasil comemorou a produção de 8.342.260 unidades do "GOL" no País verde e amarelo, 6.952.153 exemplares comercializados e outros 1.515.305 exportados, para nada menos de 69 países, um marco, sem dúvida. AUTOS & MOTORES foi testemunha ocular dessa fantástica história. 

Em 40 anos nas linhas de montagem da Volkswagen do Brasil, o "GOL" foi o automóvel mais "negociado" do País durante 27 ANOS, de forma continuada (1987 a 2013). Foi sucedido nessa monumental liderança pelo concorrente FIAT PALIO, no ano de 2014, e jamais conseguiu reconquistar o tão almejado posto.

Famoso
O Volkswagen GOL "GTI" é um dos carros mais valorizados no mercado de modelos antigos no Brasil.

Ao longo de sua trajetória, o "GOL" se impôs e adquiriu notoriedade, ficou conhecido, porque, além dos números fantásticos de suas vendas, foi responsável por introduzir novas tecnologias. Por exemplo, em 1988, o esportivo GOL GTI   foi o primeiro veículo produzido no Brasil a ser equipado com "injeção eletrônica" de combustível.

Em 2003, 15 anos depois, o "GOL" foi o primeiro automóvel FLEX (álcool e gasolina) do Brasil. Seu motor 1.6 era capaz de consumir ÁLCOOL E GASOLINA, misturados em qualquer proporção. Um feito para a época.

O primeiro modelo com motor bicombustível, um VW "GOL" 1.6, surgiu em 2003.

Poucos anos antes, o Volkswagen "GOL" se antecipou às tendências atuais do motor turbo, ao oferecer o propulsor 1.0 sobrealimentado. No entanto, como a tecnologia ainda não estava tão consolidada, acabou saindo de linha pouco tempo depois.

A última grande novidade do "GOL" foi a adesão, no ano de 2018, ao CÂMBIO AUTOMÁTICO, em 2018, depois de seus concorrentes terem começado a oferecer a opção.

Um ano depois (2019), o "GOL" foi o QUINTO automóvel mais vendido do Brasil, com pouco mais de 80.000 unidades. O MODELO não tem uma nova geração desde 2008. De lá até esta parte, tem sido alvo de FACE LIFTS (maquiagens).
Resultado, acabou sendo ultrapassado por seus concorrentes, mais modernos, e evidente. Ainda que careça de novidades, o CÂMBIO automático ajudou a alavancar suas vendas, bem assim a força do seu prestígio.

Séries especiais e família
É importante salientar, que a base do "GOL" também serviu para aumentar a família. Além da versão hatch, a Volkswagen criou a pick-up Saveiro, fiel companheira do "GOL" desde a primeira geração, o sedã Voyage, que, após um hiato, retornou em 2008 e a station wagon Parati, que foi "descontinuada" na última troca de gerações.

Linha do tempo do VW GOL 







Deixe seu comentário!

Comentários