Votação da MP do Coaf fica para terça-feira

Publicação: 2019-12-13 00:00:00
A+ A-
O Senado terá somente um dia para votar a medida provisória que transfere o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Banco Central. A votação ficou para terça-feira, 17, após a bancada lavajatista ameaçar derrubar a sessão de nesta quinta-feira, 12, pela falta de presentes no plenário.

O órgão, hoje chamado de Unidade de Inteligência Financeira (UIF), volta ao guarda-chuva do Ministério da Economia se a MP não for votada até terça-feira. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados na quarta-feira. Assessores do governo e do Banco Central, onde a UIF foi incorporada, fizeram um apelo para os senadores aprovarem o texto, mas não houve acordo. O Congresso também alterou o nome do órgão, voltando a chamá-lo de Coaf.

Senadores da bancada pró-Lava Jato são contra pontos incluídos pelo Centrão da Câmara no texto da MP, como a punição para integrantes do órgão. Os parlamentares impuseram a pena de prisão de até quatro anos para integrantes que vazarem informações a pessoas que não tenham autorização legal ou judicial para acessá-las, como a imprensa. A punição vale também para quem manifestar opinião sobre processo pendente de julgamento em qualquer meio de comunicação.

Senadores contrários à MP calculam não ter votos para rejeitar a medida, mas apostam na falta de quórum para inviabilizar a votação na terça-feira.