Votação no próximo semestre

Publicação: 2019-10-22 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O prefeito Álvaro Dias disse ontem esperar que a revisão do Plano Diretor esteja aprovada até o fim do primeiro semestre do próximo ano. Ele afirmou que o envio à Câmara Municipal do projeto de revisão ficou para fevereiro, porque, assim, haverá uma ampla discussão da proposta antes que chegue o texto sistematizado ao Legislativo. Para Álvaro Dias, com isso, não haverá motivo para demora após o projeto ser enviado à Câmara. Ele acredita que, com esses cuidados, no próximo semestre, os vereadores terão plenas condições de votar a revisão do Plano Diretor que será apresentada pela Prefeitura.

Yeda Crusius em Natal
A ex-governadora do Rio Grande do Sul  Yeda Crusius estará em Natal na próxima sexta-feira para participar do encontro do PSDB Mulher do Rio Grande do Norte. O evento será no auditório da Assembleia Legislativa e começará às 14 horas. "O PSDB espera contribuir para o aumento da participação das mulheres nas eleições", disse o presidente estadual do partido, o deputado Ezequiel Ferreira.

Apoio de Girão
O deputado General Girão (PSL) assinou todas as listas para conduzir o deputado Eduardo Bolsonaro à liderança do partido na Câmara. A mais recente conseguiu o número necessário para que Eduardo substituísse o delegado Waldir na função. Até o fechamento desta edição, esta última lista estava valendo, embora ainda houvesse conflitos internos no PSL.

Vazamento de óleo
O senador Styvenson Valentim pediu informações ao governo do Estado sobre o impacto financeiro e ambiental do vazamento de óleo nas praias do Rio Grande do Norte. No ofício que enviou, ele também questionou sobre as medidas tomadas para enfrentar o problema e o valor estimado das despesas para limpar o litoral potiguar. O senador também afirmou que durante reunião com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, pediu informações sobre as providências do governo federal no enfrentamento do problema.

Atendimento psiquiátrico
A Comissão de Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara Municipal aprovou o projeto de lei que obriga a Prefeitura a garantir atendimento psiquiátrico público nas quatro zonas de Natal. O vereador Preto Aquino (PATRI), autor do projeto, explicou que a proposta visa garantir o atendimento e que não cita detalhes que são inerentes ao Poder Executivo.

Preferencial -  O deputado José Dias (PSDB) apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa propondo instituir o direito de preferência a cuidadores de idosos e pessoas com deficiência na prestação dos serviços públicos e privados no Rio Grande do Norte.

Tendência de aprovação
Mesmo com toda crise que assola o PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, a reforma da Previdência tende a ser aprovada no plenário do Senado Federal e ir para a sanção presidencial. O início da votação em plenário está previsto para esta terça-feira, 22. A avaliação é do cientista político e professor da FGV Marco Antônio Carvalho Teixeira. "PSL nunca foi exemplo de coesão no parlamento, por isso, a realidade da votação da reforma da Previdência não deve ser alterada por conta de todo esse imbróglio", disse o professor da FGV ao jornal O Estado de SP.

Mais mordomias 
Insatisfeitos por terem que voar de classe econômica, ministros convenceram o Palácio do Planalto a estudar mudanças que possam garantir mais conforto a integrantes do primeiro escalão nas viagens internacionais. A Controladoria-Geral da União (CGU), por sua vez, considera liberar carona a parentes de ministros nos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). O governo, segundo reportagem do jornal O Estado de SP, está analisando o impacto econômico e também político das medidas impopulares.

Avaliação da CGU
Ao jornal O Estado de S. Paulo, o ministro da CGU, Wagner Rosário, afirmou que não considera haver ilegalidade nas caronas dadas por ministros a parentes, parlamentares e mesmo empresários nas aeronaves oficiais por não acarretarem despesas extras. Rosário disse não ver irregularidade, por exemplo, na viagem em que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, transportou a mulher, Maria Eduarda de Seixas Corrêa, em maio para Paris. Ainda naquele mês, parentes do presidente Bolsonaro viajaram em helicóptero da Aeronáutica de São Paulo para o casamento, no Rio, do filho dele, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). As justificativas para reservar um voo da FAB cabem a cada ministro, que pode escolher o número de passageiros. A Aeronáutica não faz uma análise da fundamentação dos pedidos dos ministérios.







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários